VÍDEO – Imagens de cão que estaria sendo agredido em pet shop de Blumenau chamam atenção nas redes sociais

Proprietários negaram que animal tenha sido vítima de maus-tratos

VÍDEO – Imagens de cão que estaria sendo agredido em pet shop de Blumenau chamam atenção nas redes sociais

Proprietários negaram que animal tenha sido vítima de maus-tratos

Redação

Um vídeo que mostra o momento em que um cachorro é supostamente agredido em uma clínica veterinária de Blumenau está circulando nas redes sociais.

Junto das imagens estão informações apontando que a situação teria ocorrido neste feriado de Páscoa, em um estabelecimento na rua João Pessoa, no Centro, que funciona também como pet shop.

No vídeo, é possível ver uma mulher batendo em algo diversas vezes, utilizando algum objeto, enquanto a autora das imagens relata agressões ao cachorro. As imagens são distantes e sem foco, portanto não é possível identificar se as batidas estão atingindo o animal.

Ao ver a situação, a autora do vídeo grita, a mulher para as batidas, entra com o animal no estabelecimento e não é mais vista. Em outro trecho, também é possível ouvir gemidos de animais de dentro do local.

A reportagem entrou em contato com as forças de segurança, mas nem a Polícia Militar, tampouco a Polícia Civil, receberam denúncias sobre o episódio.

Nossa equipe conversou com um dos responsáveis pelo pet shop, que por telefone se explicou. Os nomes serão preservados devido à falta de denúncias formais do caso. Segundo ele, a pessoa que é vista na imagem é uma profissional da empresa e já foi advertida pelo cuidado que é necessário ser tomado nessas situações, pelo que pode aparentar para as pessoas de fora.

“Eventualmente, na separação de animais que estão se atacando, você tem que usar um pouco mais de força, tem que fazer um certo controle e quem olha de fora acha dá impressão que simplesmente são maus-tratos, mas não foi isso que foi feito. O que dá para ver na imagem é que ela sai tranquilamente com um filhote andando no colo”, afirmou.

O responsável pelo estabelecimento afirmou ainda que o próprio tutor do animal está ciente da situação, que confia no atendimento do local e sabe que não houve nenhum tipo de machucado ou maus-tratos.

A reportagem tentou contato com os proprietários do filhote supostamente agredido, mas não obteve retorno até a publicação desta matéria.


Receba notícias direto no celular entrando nos grupos de O Município Joinville. Clique na opção preferida:

WhatsApp | Telegram


• Aproveite e inscreva-se no canal do YouTube

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo