+

Binário da Zona Sul de Joinville não deve ser instalado antes de melhorias na região

Comissão da Câmara de Vereadores aponta necessidade de melhora da infraestrutura, sinalização e drenagem

Binário da Zona Sul de Joinville não deve ser instalado antes de melhorias na região

Comissão da Câmara de Vereadores aponta necessidade de melhora da infraestrutura, sinalização e drenagem

O relatório final da Comissão Especial de Mobilidade da Zona Sul da Câmara de Vereadores de Joinville recebeu aprovação do colegiado na última semana. No documento, o relator Alisson (Novo) manifestou-se “contrário à simples alteração do fluxo” do binário das ruas Florianópolis e Monsenhor Gercino sem a adequação de infraestrutura urbana das vias secundárias.

Entre os apontamentos estão a necessidade de melhorias na iluminação e implementação de rotas de fugas de inundação. O relatório ainda precisa da aprovação do Plenário.

Além de Alisson, o colegiado, presidido por Lucas Souza (PDT), foi composto pelos vereadores Brandel Junior (Podemos), Claudio Aragão (MDB) e Tânia Larson (União), todos moradores da zona sul de Joinville.

Aprovado por unanimidade pela comissão especial, o relatório final aponta que a implantação do binário traria ganho evidente de tempo de deslocamento para quem usa as ruas envolvidas no binário.

De acordo com o documento, os ganhos seriam:

    • Redução de 31,82% na duração média de viagem;
    • redução de 265,8 toneladas por ano na emissão de gases;
    • redução de trajetórias conflitantes em 46% na Monsenhor Gercino e 43% na Florianópolis;
    • redução de 14% nos tempos semafóricos, considerando que nesse cenário inclui tempo de travessia de pedestres em todos os cruzamentos, o que hoje não ocorre.
    • aumento da velocidade média do transporte coletivo, com consequente redução de tempo no trajeto

Contudo, o relator aponta que é notória a necessidade de prévias melhorias na localidade, como na infraestrutura de acessibilidade nas vias principais e laterais, sinalização visual das passagens em nível da linhas férreas que cruzam o perímetro urbano, e drenagem e limpeza dos rios para que se minimize os alagamentos muito usuais na localidade.

No encerramento da última reunião do colegiado, Alisson comentou que as melhorias apresentadas no relatório são importantes para que os munícipes possam utilizar outras opções de vias da região, já que, na avaliação dele, tais vias passariam a ter maior fluxo de veículos com a implantação do binário.

“Este relator posiciona-se contrário à simples alteração do fluxo do binário entre as ruas Monsenhor Gercino e Florianópolis, todavia, caso atendidas todas as melhorias e pedidos listados neste parecer e apresentando o mínimo de infraestrutura urbana na localidade, não vê esse relator impedimento para posterior implantação da ferramenta”, escreve Alisson no relatório.

Câmara de Joinville/Divulgação

Requalificação das ruas

Presidente da comissão especial, Lucas Souza (PDT) analisou que as ruas no entorno do possível binário precisam de requalificação para dar mais segurança ao munícipe e que a implantação do binário, sem as melhorias sugeridas, traria um impacto negativo.

Lucas ainda ressaltou que o relatório final da comissão é resultado das demandas apresentadas pela população e da avaliação da consulta pública realizada pela Prefeitura.

A intenção dos vereadores era que o relatório final fosse apreciado pelo Plenário ainda na sessão ordinária desta quarta.

Trabalhos da comissão

Criada no final de setembro, a Comissão Especial de Mobilidade da Zona Sul trabalhou por seis semanas para elaborar um relatório sobre a proposta da Prefeitura de implantar binário nas ruas Monsenhor Gercino e Florianópolis.

Em audiência pública, em 19 de outubro, na Paróquia São Judas Tadeu, no bairro Itaum, segundo o relatório, 18 munícipes fizeram suas considerações acerca da proposta, com o seguinte posicionamento: dois favoráveis, dez desfavoráveis, e seis fizeram ressalvas ou mostraram preocupações.


Assista agora mesmo!

Maionese fit: como fazer receita deliciosa com abacate, sem sabor de abacate:

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo