+

Calouros iniciam aulas no Bolshoi em Joinville em 2024; conheça histórias

Bolshoi terá alunos de 22 estados do Brasil e quatro países diferentes

Calouros iniciam aulas no Bolshoi em Joinville em 2024; conheça histórias

Bolshoi terá alunos de 22 estados do Brasil e quatro países diferentes

Fred Romano | Revisão

Nesta quinta-feira, 15, às 8h, a Escola Bolshoi, em Joinville, recebe seus novos alunos. Os 42 aprovados na Seleção Nacional ingressam no 1º ano da instituição.

Os calouros, vindos de vários lugares do Brasil, como Rio de Janeiro, São Paulo, Amapá, Pará, entre outros estados, terão alguns dias para se adaptar às intensas atividades da instituição, todas voltadas para a formação de artistas e cidadãos.

Entre a programação dos novos alunos nos primeiros dias de aula está a visita pela escola, para conhecer todos os setores e seus colaboradores, para as meninas a aula de como fazer o coque e de como costurar a sapatilha; a retirada de uniformes, a aula de higiene pessoal e a tão sonhada primeira aula de dança clássica.

Esse ano a Escola Bolshoi está com 236 alunos, vindos de 22 estados do Brasil e quatro países, todos bolsistas da instituição. Recebem uniformes, alimentação complementar, assistência à saúde, transporte e muito mais.

As turmas mais avançadas da Escola Bolshoi retornaram às aulas no dia 30 de janeiro, entre eles, 14 alunos novatos, porém com conhecimento em dança, ingressaram em turmas já existentes da instituição.

Do Rio de Janeiro para Joinville

A viagem do Rio de Janeiro para Joinville foi realizada por seis pequenos bailarinos que buscam realizar seu sonho de se tornarem profissionais da dança. Entre eles está Humberto Machado, 10 anos, da Baixada Fluminense. O menino já estudava dança clássica há dois anos, e foi uma de suas professoras que o incentivou a realizar a seleção da Escola Bolshoi.

Humberto enxergou na instituição uma oportunidade de realizar seu sonho de ser um bailarino profissional e auxiliar a sua família, o local em que moram é cercado pela violência, segundo o menino os tiroteios são diários e por diversas vezes eles e os irmãos foram obrigados a faltar às aulas no Ensino Fundamental pelo risco de sair de casa. Para o menino, a Escola Bolshoi é uma oportunidade de mudar a sua realidade e a de sua família.

Na lista, está também o nome de José Victor Santos da Costa, morador de Manguinhos, outra comunidade do Rio de Janeiro. Ele tem 10 anos e o pai, o motoboy Elias Costa, conta que precisou lidar com o preconceito para investir no sonho do filho.

“A gente, como homem, tem um leve preconceito, mas vi que ele tinha talento. Como pai, quero a felicidade dele. O avô, que hoje é falecido, incentivou a trajetória do José Victor no balé, agora, a família está orgulhosa. Vamos para Joinville, é o sonho dele. Vamos dar um jeito. Primeiro vou eu e ele, depois quero levar a família”, contou Elias da Costa.

O balé como tradição de família

Para algumas famílias, a dança se tornou tradição; Amanda Possato, de 9 anos, inspirou-se na irmã Maria Laura, de 13 anos, que estuda no 5º ano da Escola Bolshoi, e em sua mãe, Germana Saraiva, que se formou com a primeira turma da instituição em 2007.

A vida de Amanda e Maria Laura é permeada pela dança desde muito cedo. Vendo a mãe como inspiração, ambas as irmãs nutrem o sonho de se tornarem bailarinas profissionais. O caminho encontrado pelas meninas para realizarem esse sonho foi através da Escola Bolshoi, onde enxergam a oportunidade de crescimento pessoal e profissional, para no futuro poderem dançar nos palcos do mundo.

Uma carreira internacional é o sonho de todo jovem bailarino, um sonho conquistado por Amanda Gomes, ex-aluna da Escola Bolshoi e atualmente primeira bailarina da Ópera de Kazan, na Rússia. Amanda está no auge de sua carreira profissional e agora comemora o ingresso da irmã Isabella Gomes, de 9 anos, na Escola Bolshoi.

Isabella pôde acompanhar de perto a vida nos palcos; enquanto crescia, a dança se tornou parte essencial de seu desenvolvimento. Com o desejo de seguir os passos da irmã, a menina resolveu participar do processo seletivo da Escola Bolshoi, onde foi aprovada e agora inicia o primeiro ano de sua jornada como bailarina.

Leia também:
1. Ruas de Joinville devem ficar sem energia nesta semana; saiba quais
2. Confira previsão do tempo para segunda-feira de Carnaval em Joinville
3. Incêndio atinge poste em São Francisco do Sul
4. Mauricinho Soares prestará depoimento na Câmara de Joinville; saiba quando
5. “Atitude medíocre”: homem fica ferido por armadilha em trilha no Mirante de Joinville


Assista agora mesmo!

RISOTO SEM ARROZ: VOCÊ NUNCA MAIS VAI QUERER FAZER RISOTO DE OUTRO JEITO:

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo