Cidasc alerta sobre pacotes com sementes supostamente chinesas

Primeiro caso de recebimento do pacote misterioso foi registrado em Jaraguá do Sul

Cidasc alerta sobre pacotes com sementes supostamente chinesas

Primeiro caso de recebimento do pacote misterioso foi registrado em Jaraguá do Sul

Redação

Pacotes misteriosos têm sido entregues a moradores de Santa Catarina junto a compras realizadas pela internet. Os pacotes, supostamente enviados da China, descrevem o conteúdo como “jóias”, mas possuem sementes dentro.

O primeiro caso de recebimento deste tipo de embalagem no estado foi registrado em Jaraguá do Sul. Junto à encomenda de uma compra feita online, havia outro pacote contendo sementes clandestinas. No entanto, a situação tem ocorrido em outras cidades catarinenses, além de países da Europa e Estados Unidos.

Nesta terça-feira, 15, a Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) emitiu um alerta à população e, em caso de recebimento, os pacotes não devem ser abertos, as sementes não devem ser semeadas e nem jogadas no lixo.

Apesar de parecerem inofensivas, alerta o órgão, estas sementes podem estar contaminadas e disseminar pragas e doenças, causando prejuízos econômicos e danos ao meio ambiente.

Como proceder

Conforme orientação, os pacotes devem ser entregues em um escritório da Cidasc mais próximo ou ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Para mais orientações, a Cidasc mantém os telefones 0800-644-6510 ou (48) 3665 7300 (WhatsApp), do Departamento Estadual de Defesa Sanitária Vegetal do Estado.

Riscos da utilização de sementes ilegais

– Plantas Daninhas: introdução de alguma espécie vegetal sem ocorrência no Brasil, o que pode dificultar o controle da mesma e/ou aumentar o uso de agrotóxicos, afetando a produtividade agrícola e pecuária, além dos riscos ao ambiente;

– Insetos: sementes podem ser disseminadoras de insetos que provoquem pragas, comprometendo a produtividade de lavouras e aumentando o custo da produção;

– Fungos, bactérias e vírus: sementes sem procedência podem vir contaminadas e tornam-se vetores de grandes epidemias de doenças no campo e, consequentemente, a perda de produtividade e o aumento do custo da produção pacotes


Quer receber notícias diretamente no seu celular? Clique aqui e entre no grupo de WhatsApp do jornal

Prefere ficar bem informado pelo Telegram? O jornal tem um canal de notícias lá. Clique aqui para participar

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo