+

Com cenário promissor, mercado de franquias expande em Joinville; confira dados

Joinville tem 58 empresas ativas enquadradas como franquias

Com cenário promissor, mercado de franquias expande em Joinville; confira dados

Joinville tem 58 empresas ativas enquadradas como franquias

Fred Romano

Joinville tem 58 empresas ativas enquadradas como franquias. Destas, 15 foram abertas em 2022, conforme dados do painel de empresas do Ministério da Economia. Para efeito de comparação, entre 2005 e 2018, ao todo, foram abertas 13 empresas desta categoria que ainda estão ativas.

Segundo a Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE), o mercado de franquias está incluso em gestão de ativos intangíveis não financeiros.

O que é franquia?

Conforme o Sebrae  – Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, a franquia é um modelo empresarial baseado na venda de licença de uso de um negócio com marca, metodologia, estruturas, rotinas e produtos/serviços desenvolvidos por um franqueador.

É uma estratégia de mercado para aqueles que desejam iniciar um novo projeto já com bases mais consolidadas, aplicações testadas e certo reconhecimento pelo público-alvo. Quem adquire esses direitos se torna um franqueado.

Franquias de Joinville em números

Das empresas da categoria de franquias ativas em Joinville, 34 são microempresas; 12 são empresas de pequeno porte; e as 12 restantes estão em categorias não especificadas pelo Ministério da Economia.

Desde 2018, quando foram abertas três empresas, que estão ativas atualmente, esta categoria de atividade econômica está em uma crescente. Em 2019, a quantidade aumentou para quatro empresas abertas. Apenas em 2020 o mercado de franquias atingiu a marca de 10 empresas abertas.

No ano passado, as franquias apresentaram seus melhores resultados, foram 16 empresas abertas, que atualmente estão ativas. E, até outubro de 2022 foram abertas 15 novas empresas franqueadas.

Saiba quantas empresas de franquia foram abertas em cada ano em Joinville:

Tabela de quantas empresas de franquias foram abertas em Joinville a cada ano
Fonte: governo federal

Secretário avalia mercado de franquias em Joinville

Apesar do crescimento do mercado de franquias em Joinville, a prefeitura não tem ações específicas para esta categoria. “A franquia é uma empresa como qualquer outra aqui para o município”, comenta Fernando Bade, secretário de Desenvolvimento Econômico e Inovação de Joinville.

Porém, Fernando frisa que, como a maioria das franquias são microempresas e empresas de pequeno porte, a prefeitura tem o Espaço do Empreendedor com atendimento específico para companhias deste porte.

O secretário também cita a aplicação da Lei de Liberdade Econômica que, conforme o governo federal, estabelece garantias de livre mercado e dispõe sobre a atuação do estado como agente normativo e regulador. “A lei facilita a abertura de novas empresas em Joinville. Todo mundo que faz negócio volta o olhar para cá como um lugar bom para se investir”, comenta Fernando.

Outro fator que o secretário menciona como atrativo para as franquias em Joinville são as premiações e destaque em rankings que a cidade recebeu. “Fazem com que as pessoas olhem cada vez mais para a cidade e o crescimento vem automático”, comenta.

Leia também:
Joinville é eleita a melhor cidade do Brasil em ranking divulgado por revista
Joinville está entre as dez cidades mais empreendedoras do Brasil
Joinville recebe destaque no ranking de cidades inteligentes; veja colocações
Adriano Silva recebe prêmio Prefeito Empreendedor do Sebrae

Franquias de Santa Catarina em números

Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), Santa Catarina é um dos principais potenciais de negócio do Brasil. Até o dia 14 de outubro, 465 empresas da categoria estavam ativas em território catarinense.

Para a ABF, as cidades de Joinville, Blumenau, Florianópolis e Itajaí são os destaques do estado. Na opinião de André Friedheim, presidente da ABF,  o aumento na procura por franquias está associado ao maior fluxo de consumidores nas lojas físicas.

Ainda conforme André, a retomada mais disseminada de hábitos presenciais e eventos sociais e corporativos levou a uma grande demanda reprimida, onde o delivery e o e-commerce mantiveram níveis consideráveis.

Tabela de quantidade de empresas de franquias ativas em cidades catarinense de destaque
Fonte: governo federal

Entre os quatro municípios destacados pela ABF, Joinville fica atrás apenas da capital catarinense, Florianópolis, que tem 78 empresas ativas. “Do ponto de vista econômico, Joinville é um mercado extremamente atrativo, uma cidade que ainda não tem muitas marcas, normalmente algumas marcas estão mais voltadas em capitais”, comenta Fernando.

Para o diretor regional da ABF no Sul, André Belz, Joinville é um polo de franqueadoras em Santa Catarina. “Tem empresa que faz a aceleração de franquias e marcas que têm suas sedes em Joinville”, explica. Joinville tem 17 empresas franqueadoras. No cenário estadual, fica atrás apenas da capital Florianópolis, que tem 23 empresas. Este dado considera apenas as associadas à ABF.

Segundo a ABF, o setor de franquias expandiu em 13,7% no estado em 2021, com faturamento de R$ 9,7 bilhões. Assim como o número de franqueados que teve avanço de 5,3%, totalizando 8.201 unidades.

Belz também ressalta que a expansão do mercado de franquias gerou, ao menos, 69.467 empregos diretos em Santa Catarina.

Principais segmentos de franquias

Belz diz que o segmento com o maior crescimento no período pós-pandemia foi saúde, beleza e bem-estar. “Eram coisas que antigamente não eram franquias. Essas tem um potencial de expansão maior”, afirma.

Na análise do diretor, Joinville tem um potencial de expansão maior. “É com certeza onde as marcas olham em primeiro lugar”, analisa.

Apesar do crescimento deste segmento, o “carro-chefe” no Brasil continua sendo o setor de alimentação. Em Santa Catarina, mais de 1,2 mil unidades são associadas à ABF, representando 11,7% do mercado de franquias no estado.

“Todos os segmentos vêm mostrando bons desempenhos, porque o modelo é muito legal, pelo know-how, marca consolidada. Ajuda quem quer ser empreendedor”, diz Belz. Mas ele ressalta para quem quer investir neste mercado que é importante se identificar com o segmento escolhido e com a marca.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo