+

De panfletagem a outdoor: saiba como tutor encontrou gato desaparecido após um mês em Joinville

Animal fugiu após entrar em motor de carro

De panfletagem a outdoor: saiba como tutor encontrou gato desaparecido após um mês em Joinville

Animal fugiu após entrar em motor de carro

Bernardo Gonçalves

Panfletagem, outdoor, divulgação em rede sociais e indo de casa em casa. Foi destas formas com que o morador de Joinville Paulo Roman buscou encontrar o gato da família que havia desaparecido. O felino, chamado Fofo e da raça persa, foi encontrado após 31 dias de buscas embaixo da casa de uma idosa.

O tutor conta que Fofo fugiu de casa após entrar no motor do carro de sua mãe. Quem descobriu foi a tia dele.

“Ele escapou a duas quadras de casa após pular do carro. A gente sabe disso porque minha tia estava logo atrás do carro da minha mãe e viu. Ela ligou na hora para a minha mãe e disse ‘olha, saiu um gato de baixo do seu carro parecido com o fofo. Vou parar para ver’’, relembra.

Porém, ela não conseguiu parar o carro há tempo no local e, após ela retornar, o animal já não estava mais onde ela o tinha visto. “Quando descobrimos que era o Fofo, ele já estava sumido”, complementa.

O reencontro

A procura então por Fofo começou e Roman usou as mais variadas formas para encontrá-lo. No outdoor colocado pela família em uma rua da cidade, havia o último local onde o animal foi visto e também que havia uma recompensa de R$ 5 mil. “O gato é família, né? Igual gente. Querido, amado. Ele é maravilhoso”, exalta.

Outdoor colocado pela família. | Foto: Arquivo Pessoal

Ele conta que certa noite então recebeu uma ligação, por volta das 22h, de uma mulher informando que havia visto um gato parecido com o Fofo embaixo da casa de uma vizinha. O tutor então foi até o local e o encontrou após mais de um mês.

“Essa senhora não tinha rede social. A gente já tinha falado com os vizinhos dela, mas como a casa dela é mais para dentro do terreno e tem uma cerca alta, nunca imaginei que ele (o gato) pudesse estar lá”, revela.

Ele conta que o imóvel onde o animal foi encontrado tem uma certa distância do chão, para que a madeira não fique em contato com o chão. Com isso, Fofo, segundo Roman, abriu um buraco entre os tijolos soltos e se escondeu por conta de fortes chuvas que atingiram a cidade.

“Essa senhora fazia uns 10 a 15 dias que ouvia um miado triste embaixo da casa dela. Então ela viu e começou a dar comida para o Fofo. Então, ela ajudou um monte nesse aspecto”, comemora.

Reencontro de Paulo com Fofo. | Foto: Arquivo Pessoal

Mesmo com isso, o tutor conta que Fofo emagreceu e ficou mais fraco, mas que já se recupera em casa.

*Colaborou: Fred Romano

Leia também:
1. Panetone, aves natalinas e bacalhau: confira a pesquisa de preços do Procon de Joinville
2. Radares em Joinville registram mais de 50 mil infrações; veja quais são as principais
3. Celesc é condenada a pagar R$ 22 mil a motociclista que caiu por fiação solta em rua de Joinville
4. Saiba quais UBSFs de Joinville ficam abertas durante recesso de fim de ano
5. Saiba como está elenco o elenco do JEC para o Catarinense 2024


Assista agora mesmo!

Baile com Os Monarcas e paixão por futebol: Sargento Junkes leva o padrinho para o Bar da Zenaide:

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo