Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Deputados de SC estão no ranking entre os mais oposicionistas ao governo federal em 2023

Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Deputados de SC estão no ranking entre os mais oposicionistas ao governo federal em 2023

Raul Sartori

Mapa da fidelidade

Deputados de Piauí, Bahia e Maranhão são os que mais apoiam Lula na Câmara dos Deputados. Na outra ponta, Mato Grosso, SC e Rondônia foram os mais oposicionistas em 2023, conforme ranking do “Estadão”. Seus votos reproduzem, de forma quase idêntica, o mapa eleitoral do segundo turno da disputa presidencial de 2022.

Legado negativo 1

A blumenauense Ana Moser deixou um legado negativo no Ministério do Esporte, de onde foi humilhantemente defenestrada: insistiu em dizer que eSports (esportes eletrônicos), não são esportes. Pois foi a partir de sua crítica que a Confederação Brasileira de Games e eSports reagiu a ponto de o Brasil iniciar não só discussões para regulamentação no Congresso como sediar seletivas do campeonato mundial, em dezembro na China e a Copa do Mundo de Counter-Stricker 2, em abril no Rio. E pleiteia sediar os primeiros Jogos Pan-Americanos de eSports e Games, entre outubro e novembro, em Brasília.

Legado negativo 2

André Fufuca, o sucessor de Ana Moser no ministério, é um entusiasta do e-Sports como atividade esportiva. Tanto que a pasta terá uma secretaria nacional ainda neste ano. Diz que ou o ministério se atualiza às novas transformações ou ficará segurando vela no passado. Verdade.

Força motriz

Conversa que se ouve em algumas das mais altas rodas, de gente que faz conta em centenas de milhões: se Goiânia tem hoje a maior valorização nos preços do metro quadrado de imóveis residenciais para venda entre as capitais brasileiras, fora delas quem detém a liderança é Balneário Camboriú. Mas um detalhe importante que as distingue, que não vem a público, é que na capital goiana quem movimenta o mercado imobiliário é o agronegócio. Na pretensa Dubai tupiniquim cresce cada vez mais a percepção que o segmento que dá força maior é o de lavanderia. Naquele outro sentido, que não é o que se diz do estabelecimento onde se lavam roupas.

Enganação

Prospera também em SC a mania de trocentos dos ditos “influencers” que, regiamente pagos, indicam lugares supostamente “secretos” ou “escondidos”, como bares, restaurantes, boates e até inferninhos, como a intenção de dar a eles um ar de “exclusividade”. Ali é que está o perigo. Em 90% dos casos, tudo enganação, verdadeiras arapucas.

Se acha

Espanta como o “supremo” Alexandre de Moraes vai muito além do ponto e só uns e outros, numa covardia assombrosa, se insurgem. Agora resolveu proibir a comunicação entre advogados na Operação Tempus Veritatis. Desta vez, porém, a OAB resolveu se manifestar “preocupada”.

Na tampa!

Bernardo Mello Franco, em “O Globo” de ontem, acertou no alvo ao dizer que “no carnaval, golpistas de Bolsonaro poderiam sair no bloco dos trapalhões. A conspiração contra a democracia uniu coronel assustado, político que escondia pepita de ouro e chefe de espionagem que falava demais”. Perfeito.

Frustração

Leitor joinvilense manda o drama que vive no momento por já ter acreditado na Polícia Federal, no Poder Judiciário e nos principais meios de comunicação durante a Operação Lava Jato e que agora vê quase tudo reprisado com o nome de Operação Tempus Veritatis. Confessa que já teve seu herói, Sergio Moro, e que resiste em adotar outro, como o inconfiável Alexandre de Moraes. Uma verdade que ele expressa é que todos estão fartos de ver uma Polícia Federal só preocupada com holofotes e ser aplaudida por jornalistas nada isentos.

Herança

O bilionário Bill Gates, dono da Microsoft, que ocupa o sétimo lugar no grupo dos homens mais ricos do mundo (US$ 124,5 bilhões, ou R$ 617 bilhões), decidiu que seus herdeiros terão apenas 1% de sua herança. Algum exemplo no Brasil ou em SC? Sejamos honestos: os ricos brasileiros não doam nada ou quase nada; o que fazem é passar para filhos (e quantos exemplos há aqui e ali) que, não raro, tem uma característica: não trabalham.

Vingança

O enrolado prefeito de Laguna, Samir Ahmad (sem partido), não mediu as consequências ao não responder aos mais de 80 pedidos de informação dos vereadores. Resultado: o Legislativo criou mais uma Comissão Parlamentar de Inquérito para tirar a limpo vários malfeitos do Executivo.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo