+

Eleições 2022: decisão sobre candidatura do MDB-SC ao governo deve ser tomada ainda em junho

Partido suspendeu a pré-candidatura de Antídio Lunelli e Udo Döhler se encontrou com Carlos Moisés

Eleições 2022: decisão sobre candidatura do MDB-SC ao governo deve ser tomada ainda em junho

Partido suspendeu a pré-candidatura de Antídio Lunelli e Udo Döhler se encontrou com Carlos Moisés

Lucas Koehler

Em meio a indecisões e conflitos internos envolvendo as eleições, o presidente do MDB de Santa Catarina, Celso Maldaner, se manifestou destacando que a candidatura própria do partido ao governo catarinense, apesar de não ser consenso, ainda está indefinida, e deve ser tomada ainda em junho. Uma reunião está marcada para a próxima segunda-feira, 13.

Em nota, Celso fala em um tom de pacificação interna, ressaltando ser necessário ouvir todas as lideranças, militantes e demais pessoas envolvidas no processo de decisão. “Diferenças não nos devem separar, mas sim, antes de tudo, representam um desafio a ser enfrentado com maturidade, coragem e sabedoria”, escreve.

Ele também destaca que diálogo foi uma forma de chegar ao consenso quando a sigla decidiu apoiar o Raimundo Colombo a vice-governador e senador.

Pré-candidatura de Antídio Lunelli suspensa 

No dia 1º de junho, o MDB suspendeu o lançamento da pré-candidatura de Antídio Lunelli ao governo estadual, previsto para acontecer no dia 11 de junho, em Curitibanos.

A decisão aconteceu durante um almoço do MDB, no gabinete do presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc), onde o deputado estadual Moacir Sopelsa (MDB), apresentou um documentário sobre Luiz Henrique da Silveira, ex-governador de Santa Catarina.

Além de Lunelli, o evento reuniu figuras como o deputado federal Celso Maldaner, o deputado federal Carlos Chiodini e a bancada estadual da sigla.

Encontro de Udo Döhler com Carlos Moisés

Já no dia 30 de maio, o ex-prefeito de Joinville, Udo Döhler (MDB), se encontrou com o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (Republicanos), na Casa d’Agronômica, em Florianópolis.

A iniciativa pelo encontro partiu de Moisés. Na capital, as conversas se concentraram nas questões de conjunturas políticas, demandas dos empresários e de Joinville. Além disso, um ponto-chave do diálogo foi sobre o MDB compor a chapa com o atual governador para as Eleições 2022.

Nos bastidores do MDB, se fala que Carlos Moisés quer Udo como vice-governador em sua chapa. O ex-prefeito de Joinville, porém, tende a não aceitar o convite. Caso isso se confirme, é possível que Antídio Lunelli concorra ao Senado.

Confira a nota completa do presidente do MDB-SC:

“Prezados emedebistas:

Na condição de presidente estadual do maior partido de Santa Catarina, o nosso grandioso MDB, cumpro o dever de informar que a possibilidade de uma candidatura própria ao Governo do Estado – defendida por uma ala do partido – em oposição a uma possível aliança, não significam de maneira alguma, um posicionamento definitivo.

Em respeito à democracia, e considerando o desenho político-eleitoral que vem tomando forma em tempos tão conturbados, cabe-me ouvir todas as lideranças, militantes e demais pessoas envolvidas nesse processo decisório.

Por isso, no dia 13 de junho vamos nos reunir com o diretório estadual para discutir e decidir quais rumos devem ser seguidos a fim, principalmente, de preservar o MDB enquanto partido com 56 anos de história.

Diferenças não nos devem separar, mas sim, antes de tudo, representam um desafio a ser enfrentado com maturidade, coragem e sabedoria.

Foi assim com Luiz Henrique e Pedro Ivo e recentemente com Eduardo e Mauro.

Graças ao diálogo, sempre chegamos a um consenso que fortaleceu mais ainda o partido, como quando apoiamos Raimundo Colombo a vice-governador e senador.

Diante da imensa responsabilidade de dirigir o MDB estadual, administrar conflitos internos e respeitar os anseios gerais, nunca unânimes – e aí reside o valor da democracia – tenho como missão manter a unidade deste gigante com seus 97 prefeitos, 67 vice-prefeitos, 823 vereadores, 09 deputados estaduais e 03 federais e mais e mais de 180 mil filiados.

Atentem-se, emedebistas, às configurações eleitorais que quase sempre independem da nossa vontade, mas que asseguram a nossa potência política. Lembremo-nos de quem somos: aguerridos, valentes, audazes, mas estratégicos e flexíveis quando necessário.

Não devemos nos fragmentar, de modo algum, mas antes resistir, crescer e traçar caminhos que nos garantam oportunidades de mostrar a nossa força no jogo político.

Avante, emedebistas! Juntos, somos fortes!

Celso Maldaner,
Presidente Estadual MDB-SC.”


Receba notícias direto no celular entrando nos grupos de O Município Joinville. Clique na opção preferida:

WhatsApp | Telegram


• Aproveite e inscreva-se no canal do YouTube

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo