+

Em fiscalização, Polícia Civil encontra 26 estabelecimentos abertos

Uma das empresas fiscalizadas não tinha dispensado os funcionários idosos

Em fiscalização, Polícia Civil encontra 26 estabelecimentos abertos

Uma das empresas fiscalizadas não tinha dispensado os funcionários idosos

Fernanda Silva

Durante fiscalização feita pela Polícia Civil nesta sexta-feira, 20, entre 14h e 22h, foram visitados 32 estabelecimentos. Desses, 26 estavam abertos de forma irregular, segundo decreto estadual, publicado na última terça-feira, 17, que propõe medidas para controlar o coronavírus.

Segundo a delegada Tânia Harada, nenhuma das empresas foi autuada. No primeiro momento, os policiais civis têm orientado o fechamento. Caso o proprietário persista na abertura do local, aí então é feita a autuação criminal.

O delegado Murilo Batalha explica que os policiais estão voltando aos locais já fiscalizados, para garantir que as empresas tenham cumprido a ordem de fechamento.

Harada conta que, de forma geral, os donos dos locais abertos argumentam não saber da medida, embora esteja em vigor desde a quarta-feira, 18.

Empresa não dispensou idosos do trabalho

O delegado Batalha lembra que, segundo o decreto catarinense, as indústrias podem abrir, entretanto, com o número reduzido de funcionários.

Uma confecção estava funcionando normalmente e não dispensou os trabalhadores idosos, que fazem parte do grupo de risco ao coronavírus. “Nós chegamos lá e a indústria estava com as portas abertas e diversos funcionários com idade avançada trabalhando em ambiente fechado”, conta o delegado.

Segundo Batalha, não foi feita autuação, mas, neste caso, a empresa foi fechada e todos os funcionários mandados para casa. Os donos do estabelecimento acataram a ordem policial. Após uma hora da ocorrência, a Polícia Civil voltou ao local e a empresa continuava fechada, conforme orientada.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo