Empresa atrasa entrega e Joinville tem demanda de 2.460 cestas básicas

Informação foi repassada pela Secretaria de Assistência Social a Câmara de Vereadores

Empresa atrasa entrega e Joinville tem demanda de 2.460 cestas básicas

Informação foi repassada pela Secretaria de Assistência Social a Câmara de Vereadores

Redação

Em reunião extraordinária realizada nesta quarta-feira, 31, entre a Secretaria de Assistência Social (SAS) e a Comissão de de Cidadania da Câmara de Vereadores de Joinville (CVJ), os vereadores pediram explicações sobre o atraso na entrega das cestas básicas. Segundo a SAS, a empresa contratada para fornecer as cestas atrasou a entrega várias vezes seguidas, onde gerou uma demanda reprimida de 2.460 cestas.

A secretaria disse que a situação será normalizada até o dia 15 de abril, onde serão entregues 3 mil cestas básicas. A SAS também informou que será realizado outro pregão para aquisição de mais 20 mil cestas ao longo deste ano.

Essas cestas básicas se referem ao benefício eventual auxílio alimentação, que é distribuído a famílias que não são registradas no Cadastro Único para Programas Sociais, e que estão em situação de vulnerabilidade.

O presidente da Comissão de Cidadania, vereador Ascendino Batista (PSD) aproveitou a ocasião para perguntar à secretária sobre a possibilidade de instalação de um CRAS no bairro Vila Nova. Segundo o vereador, o bairro, que atualmente é atendido pelo CRAS Pirabeiraba, tem uma demanda grande. A secretária de Assistência Social respondeu que, por enquanto, não há orçamento para implantação de novos CRAS.


Receba notícias direto no celular entrando nos grupos de O Município Joinville. Clique na opção preferida:

WhatsApp | Telegram


• Aproveite e inscreva-se no canal do YouTube

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo