+

Empresas de ônibus de Joinville afirmam cumprir limite de 60% da capacidade

Comunicado diz que “ter passageiros em pé não significa que está fora do planejado”

Empresas de ônibus de Joinville afirmam cumprir limite de 60% da capacidade

Comunicado diz que “ter passageiros em pé não significa que está fora do planejado”

Redação O Município Joinville

As empresas Gidion e Transtusa, que operam o sistema de transporte coletivo urbano de Joinville, divulgaram um comunicado conjunto garantindo que está sendo cumprida a regra de limite máxima de 60% da capacidade dos veículos. O que, segundo as empresas, não significa que não se tenha pessoas em pé nos ônibus.

“O espaço em um ônibus urbano e composto por poltronas (30%) e área para ficar em pé (70%). O ônibus urbano é um organismo vivo, onde as pessoas transitam no seu interior para atender às suas necessidades. Fixar pontos de ancoragem dentro do ônibus iria dificultar a locomoção quando necessário desembarcar, por exemplo”, diz trecho do comunicado.

Divulgação

Junto com o texto foi enviado uma imagem que mostra a ocupação em um veículo com capacidade para 85 passageiros. Ele poderia receber até 51 pessoas, o que significa todos os acentos ocupados e mais 17 usuários em pé.

A determinação da Secretaria Municipal de Saúde é de que seja acionado um ônibus extras quado se atinge os 60%. Segundo as concessionárias, isso foi utilizado 19 vezes no primeiro dia do retorno do transporte e 25 no segundo.

O acionamento pode ser feito já quando o veículo sai do terminal com capacidade muito perto dos 60%, prevendo que a demanda irá aumentar durante a passagem pelos pontos de ônibus no trajeto.

Ainda segundo o comunicado, denúncias de desrespeito às regras sanitárias podem ser feitas no serviço Web Saúde, da Prefeitura de Joinville, que funciona via WhatsApp no número (47) 3481-5165.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo