+

Falta de soro fisiológico preocupa fundação Pró-Rim de Joinville

Além do aumento do preço, há problema na entrega do insumo utilizado para realizar a hemodiálise desde o ano passado

Falta de soro fisiológico preocupa fundação Pró-Rim de Joinville

Além do aumento do preço, há problema na entrega do insumo utilizado para realizar a hemodiálise desde o ano passado

Bernardo Gonçalves

Com uma grande atuação na área da saúde em Joinville, a fundação Pró-Rim tem tido uma grande preocupação com a falta de estoque do soro fisiológico, insumo essencial para realizar a hemodiálise.

Maycon Truppel Machado, diretor jurídico e CEO da fundação diz que o problema já se tornou nacional e que a falta vem desde o ano passado. Desta forma, o preço do produto teve um aumento de 100%. “Em média, o pacote que utilizamos custava em torno de R$ 4. Agora, ele custa R$ 8”, revela.

Ele também conta que, por conta do aumento do preço, a logística da entrega do soro piorou. Essa é a maior preocupação atualmente. “Tivemos que aumentar nosso número de compras por conta da insegurança de que, mesmo com o pedido, o soro não chegue”. Desta forma, a fundação aumentou de 15 para 30 dias o estoque. “Hoje, temos em torno de 20 a 25 dias de estoque para atender os pacientes”, completa Maycon.

Com a falta do produto, a entrega atrasou em vários momentos. Isso fez com que o material fosse deslocado de uma unidade para outra. Mesmo com esse problema, nenhum dos pacientes atendidos pela unidade joinvilense ficou sem tratamento. “Existe o risco, mas por conta da facilidade de ter outras unidades, não tivemos falta.”

De acordo com o CEO da fundação, a Associação Brasileira dos Centros de Diálise e Transplante (ABCDT), que representa as clínicas de hemodiálise em todo o país, realiza reuniões regularmente com o Ministério da Saúde e o tema sempre é debatido.

Além disso, a Pró-Rim participa da Ascene, que engloba diversas entidades e centros de Santa Catarina.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo