+

Guarda Municipal de Joinville tem projeto piloto para criação de canil

Pastor-belga está em treinamento

Guarda Municipal de Joinville tem projeto piloto para criação de canil

Pastor-belga está em treinamento

A Guarda Municipal de Joinville pode contar, em breve, com um canil. Na unidade, há um projeto-piloto para implantação do espaço. Na última segunda-feira, 28, foi publicada uma portaria no Diário Oficial dos Municípios (DOM) que trata do futuro “Grupo de Operações com Cães”.

O projeto-piloto em questão conta com um cão da raça pastor-belga-malinois, no qual um dos agentes da Guarda é o tutor. O animal participa de treinamentos e ações.

Segundo a Prefeitura de Joinville, a oficialização do canil está ligada a um projeto de lei na Câmara de Vereadores que reestrutura a Secretaria de Proteção Civil e Segurança Pública, no qual a Guarda faz parte.

De acordo com informações da portaria, os cães devem atuar em operações de busca, captura, resgate e salvamento, detecção de drogas, armas, municípios, artefatos explosivos e outros.

Todos os cães devem ser das raças pastor-belga-malinois e pastor alemão. Os animais podem ser adquiridos por compra, criação própria, doação, comodato ou permuta.

A portaria prevê ainda que os integrantes do setor também serão disponibilizados para treinamento, cuidado, manutenção e manejo dos cães e dos canis, incluindo higienização e limpeza do local.

Capacitação

Forças de segurança da cidade, incluindo a Guarda, participarão de um seminário para tratar de rastreamento humano e rastreamento com cães. O evento será nesta sexta-feira e sábado, dias 1 e 2 de setembro, na Expoville, entre 8h e 18h.

“O seminário visa a troca de conhecimento e a capacitação em técnicas de rastreamento para aumentar as capacidades das agências de segurança, salvamento e proteção civil”, explica Maiko Richter, gerente da Defesa Civil, que também participa do evento.

Especialistas e peritos das polícias militares de Santa Catarina e do Paraná e da Polícia Científica serão os palestrantes. Entre os temas abordados, estão técnicas de rastreamento humano empregadas em investigação criminal.

Sobre o emprego de cães, os especialistas vão abordar o trabalho dos cães farejadores como prova nos processos judiciais e investigações nos casos criminais.

Também está previsto na apresentação a forma como os odores são processados no cérebro e influenciam o comportamento dos animais. A atuação conjunta do rastreamento humano e com cães também é assunto.

Na sexta, durante o dia, e no sábado pela manhã as atividades são teóricas, com palestras e debates. Já no sábado à tarde, a partir das 14h, ocorrem as atividades práticas de busca e captura com as técnicas aprendidas.

Além disso, está previsto um sobrevoo com o helicóptero Águia, da PM, para demonstrar os efeitos do sobrevoo no cenário em que estão sendo aplicadas as técnicas de rastreamento.


Assista agora mesmo!

Palacete Schlemm: a mansão de 1930 com detalhes criados por artista alemão:

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo