+

Instituto Festival de Dança de Joinville lança bolsa de talentos com Bolshoi

Iniciativa contrata jovens dançarinos e paga as despesas do bolsista

Instituto Festival de Dança de Joinville lança bolsa de talentos com Bolshoi

Iniciativa contrata jovens dançarinos e paga as despesas do bolsista

Redação O Município Joinville

O Instituto Festival de Dança de Joinville lançou em fevereiro uma iniciativa com o objetivo de contribuir para a profissionalização da dança: a Bolsa Talentos do Festival. A Escola do Teatro Bolshoi no Brasil é parceira do projeto e começa em 2023 integrando a primeira bolsista na Cia. Jovem Bolshoi Brasil.

Primeira escolhida

Beatriz Vasconcellos, do Grupo Raça, de São Paulo, foi a escolhida para participar durante um ano do programa. Beatriz deu os primeiros passos na dança aos dois anos. Com 17 anos, já acumula 15 anos de vivência no segmento.

Conheceu o Festival de Joinville por meio da indicação de amigos que enalteceram a experiência de estar no palco, ver inúmeros bailarinos e participar de um evento de grandes proporções. Esteve presencialmente pela primeira vez em 2018, como plateia, e em 2019, como cursista.

Em 2021, subiu pela primeira vez ao palco do Festival. “Mandei um trabalho para a Mostra Competitiva, que foi o solo de Jazz, e passei. Foi uma das melhores experiências que eu já tive. A energia é maravilhosa, o palco é maravilhoso. Em 2022, participei novamente com dois conjuntos na Mostra Competitiva, um de Jazz e um de Dança Contemporânea”.

Vanderleia Macalossi / Instituto Festival de Dança

A notícia de ter sido selecionada como a primeira contemplada pela Bolsa de Talentos foi recebida com grande surpresa e satisfação pela jovem dançarina. “Fiquei em choque, não acreditei. Pensei no quanto a minha vida iria mudar e que seria uma experiência maravilhosa. Espero absorver o máximo que puder. Estou muito feliz com a oportunidade”.

“A Beatriz se destacou no Festival do ano passado e foi escolhida pelos professores da Escola Bolshoi. Ela começa uma trajetória de experiência artística como profissional, pois é contratada e tem todas as despesas pagas pelo Festival de Dança”, afirma Ely Diniz, presidente do Instituto Festival de Dança de Joinville.

“Estamos muito felizes que o Festival de Dança de Joinville tenha escolhido a Escola Bolshoi para compartilhar esse grande feito, essa experiência pioneira. Abrir essa janela ao mercado de trabalho é um fator motivador e ainda fortalece a cidade de Joinville no cenário da dança nacional. Sem dúvida nenhuma é um passo importante que o Festival de Dança tomou em parceria com a Escola Bolshoi”, avalia Pavel Kazarian, diretor geral da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil.

Na 40ª edição do Festival, os profissionais do Bolshoi devem selecionar os dois próximos talentos a serem incorporados à Cia. Jovem a partir de 2024.

Festival de Dança de Joinville

O Festival de Dança de Joinville, que completa 40 anos em 2023, tornou Joinville um dos principais destinos turísticos e culturais de Santa Catarina em julho. A última edição, a 39ª, realizada em 2022, reuniu dançarinos de 23 estados brasileiros e alcançou 330 mil pessoas nas apresentações ao vivo.

Já a plataforma Festival Digital contabilizou 10 mil novos usuários, 473 mil conversões, 207,7 mil para palcos do Centreventos e Teatro Juarez Machado e 32,6 mil de Palcos Abertos.

Na última edição, 1.472 coreografias foram apresentadas por 495 grupos em espaços públicos e de livre acesso aos visitantes. Foram ofertadas mais de 100 oportunidades de aprendizagem por meio de cursos e workshops.

A Feira da Sapatilha reuniu tendências em moda, figurinos, equipamentos, produtos e serviços com 91 expositores. Graças a sua extensa e diversificada programação a 39ª edição bateu recorde de inscrições, com mais de 4.100 coreografias, dentre as quais, 2.075 foram selecionadas.

Cia. Jovem Bolshoi Brasil

Em 2008 a Escola do Teatro Bolshoi no Brasil sentiu a necessidade de criar uma Companhia Jovem, para colher os frutos dos talentos desenvolvidos na instituição.

A consolidação da Companhia Jovem Bolshoi Brasil responde à demanda por crescimento e desenvolvimento da dança no país. O padrão de excelência, que os bailarinos trazem de sua formação, faz com que sejam reconhecidos em todos os seus trabalhos.


PREPARE-SE PARA UMA VIAGEM NO TEMPO!
No dia 9 de março você vai conhecer a história por trás de casarões históricos de Joinville, em conteúdo inédito e exclusivo. Assista à prévia!

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo