+

‘Isolamento social caiu apenas 4% com flexibilizações’, diz comandante-geral da Polícia Militar

Durante conferência online com a Facisc, comandante falou sobre ações da PM no combate à pandemia

‘Isolamento social caiu apenas 4% com flexibilizações’, diz comandante-geral da Polícia Militar

Durante conferência online com a Facisc, comandante falou sobre ações da PM no combate à pandemia

Redação O Município Joinville

Nesta quinta-feira, 30, a Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc) realizou uma conferência online para abordar sobre a segurança no estado durante a pandemia de coronavírus. Durante o encontro virtual, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior, esclareceu as estratégias da corporação durante a crise.

“A capacidade de superar a crise, na visão da PM, depende da capacidade de reação. São sempre as primeiras medidas que impedem os desastres de tomarem proporções incontroláveis. Além disso, é preciso também uma capacidade de adaptação para calibrar as condutas conforme o cenário da crise vai se formando. Por isso tantas portarias e decretos em pouco tempo”, afirmou Araújo.

Segundo o comandante, a estratégia do estado para combater o vírus segue duas frentes: A primeira, é reduzir a transmissão, através de ações como a quarentena, onde a PM tem a responsabilidade de fiscalizar se a população está seguindo as orientações. A segunda é realizada pelo executivo e tem como objetivo investir na capacidade de resposta, reforçando o sistema de saúde.

De acordo com Araújo, esses esforços foram essenciais para o achatamento da curva de contágio e para a possibilidade de retomada das atividades econômicas de maneira gradual. “A população se conscientizou, tanto que desde o último decreto, com liberações mais amplas, o índice de isolamento social, medido por geomonitoramento das pessoas que ficam fora de casa por mais de três horas, caiu apenas 4%”, destacou.

“O desafio agora é o processo de transição. O objetivo é sempre alcançar um patamar de segurança maior que o estabelecido antes do início da crise”, completou.

Para o presidente da Facisc, Jonny Zulauf, o trabalho da Polícia Militar está sendo essencial no combate à pandemia. “Temos que enaltecer o trabalho da PM na ponta e também no comitê do governo. A postura informativa tem sido fundamental para auxiliar na tomada de decisão por parte das autoridades”, elogiou.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo