+

JEC perde para o Concórdia e é eliminado pelo segundo ano seguido na primeira fase do Catarinense

Além da eliminação no estadual, tricolor fica sem calendário nacional em 2024

JEC perde para o Concórdia e é eliminado pelo segundo ano seguido na primeira fase do Catarinense

Além da eliminação no estadual, tricolor fica sem calendário nacional em 2024

Bernardo Gonçalves

Com pouca criatividade no ataque e sem nenhum chute ao gol durante 90 minutos, o Joinville foi derrotado pelo placar de 1 a 0 pelo Concórdia neste domingo, 11, no Estádio Domingos Machados de Lima, pela 11ª rodada do Catarinense 2023. O gol do Galo do Oeste foi marcado no segundo tempo, em pênalti cobrado por Juliano.

Com o resultado e os demais jogos, o tricolor ficou na nona posição, com 12 pontos ganhos. Ou seja, eliminado na primeira fase da competição estadual pelo segundo ano seguido. Além disso, fica sem uma das vagas para a Série D do Campeonato Brasileiro de 2024. É o terceiro ano seguido que a equipe fica sem “série”.

Concórdia melhor

Com um forte calor no Oeste do estado, quem se saiu melhor no primeiro tempo foi a equipe da casa. Mesmo com isso, Concórdia e Joinville demoraram para engrenar na partida.

Com isso, a primeira chance mais perigosa só foi acontecer aos 15 minutos, quando Eduardo disputou bola com o zagueiro André Baumer na pequena área, ganhou e chutou. Glauco fechou angulo do atacante do Concórdia e fez a defesa para salvar o tricolor.

Após isso, o Galo do Oeste conseguiu chegar com perigo novamente em duas bolas paradas, aos 20 minutos e aos 24, respectivamente.

A primeira aconteceu em escanteio cobrado pelo lado esquerdo. Têtê subiu mais que a zaga do JEC e cabeceou. Bola passou por cima, mas perto do gol do goleiro Glauco.

Já a segunda foi em cobrança de falta, cobrada por Juliano. Glauco espalmou para dentro da área e a zaga do JEC tirou o perigo em seguida.

Concórdia continua em cima, mas não marca

Mesmo após parada técnica, onde o técnico Marcelo Martellote teve um tempo para conversar com os jogadores, o Joinville não conseguia conectar ataques e teve grandes dificuldades em fazer com que o goleiro Jean trabalhasse.

Em casa, o Concórdia trocava passes e conseguia criar espaço para chutes de fora da área. Uma delas de Vini Moura, aos 36. Ele recebeu a bola na entrada da área de ataque, deu chapéu em João Victor, lateral-esquerdo do JEC, e chutou de primeira. A bola passou perto da trave direita do goleiro Glauco.

Já a última chance de mais perigo dos donos da casa foi aos 38, quando Têtê chutou forte de perna esquerda da intermediária de ataque. Glauco espalmou para o lado, salvou o JEC mais uma vez e deixou o placar zerado na primeira etapa.

Continua após o anúncio

Mesmo cenário

Assim como em todo o primeiro tempo, na segunda etapa o Concórdia começou melhor e com mais presença no ataque. Logo aos cinco minutos, Cesinha recebeu na entrada da área, puxou para perna esquerda e chutou. Bola passou perto pelo lado direito do goleiro Glauco.

Depois da primeira chegada, a equipe da casa ficava mais com a bola, mas, assim como o JEC, errava nos últimos passes próximo da área.

Glauco salva o JEC

Com isso, a segunda oportunidade do Galo do Oeste foi somente aos 14 minutos. Entretanto, uma grande oportunidade. Em escanteio pelo lado esquerdo de ataque, Willian Alves subiu mais que todo mundo e cabeceou. Glauco pulou para fazer uma grande defesa com a ponta dos dedos e salvou o Joinville.

Já aos 18, Juliano, do Concórdia, chegou na linha de fundo, puxou para dentro da área e cruzou para Cesinha. Entretanto, tocou forte demais e a bola foi para fora.

De pênalti

E foi justamente Juliano que marcou o gol do Concórdia. Após bons minutos sem chances, a equipe da casa chegou pelo lado direito aos 33 minutos. A bola foi cruzada na área e cabeceada para o gol. A bola ia entrar, mas o zagueiro do JEC, André Baumer, colocou a mão na bola e tirou a bola do gol.

Na marca da cal, Juliano cobrou no lado esquerdo, deslocou o goleiro Glauco e marcou o gol da partida.

Nos minutos finais, Concórdia teve grandes oportunidades de marcar o segundo gol, mas parou no goleiro Glauco e na defesa do JEC. Desta forma, o Joinville foi eliminado e o Concórdia segue para as quartas de final do estadual, além de uma vaga das vagas para a Série D de 2024.

Quartas de final

Os confrontos das quartas de final do Catarinense 2023 devem ter as datas e horários definidos pela Federação Catarinense de Futebol (FCF) nos próximos dias.

Copa Santa Catarina

Agora, para o Joinville, a próxima competição é a Copa Santa Catarina, que acontece somente no mês de setembro.

Concórdia x Joinville

Concórdia: Jean; Miguel, William Alves, Perema e Tetê; Felipe Manoel, Arêz (Gustavo) e Cesinha (Ruy); Vini Moura (Joãozinho), Juliano (João Lenger) e Eduardo (Jackson).

Técnico: Itamar Schülle

Joinville: Glauco; Marco Martins (André Mascena), André Baumer, Ewerton Páscoa (Guilherme Moller) e João Victor; Gilberto Júnior (Evanderson), Gledson e Bruno Leite; Pedro Henrique (Allanzinho), Lucas Douglas e Roberson (João Victor).

Técnico: Marcelo Martellote

Gols: Juliano (Concórdia)

Arbitragem

Árbitro: Braulio da Silva Machado (FIFA)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (FIFA) e Johnny Barros de Oliveira (CBF)
Quarto árbitro: Dioneglei da Silva Vianna (FCF)

Público e renda

Público: 1012 pagantes
Renda: R$ 22 mil


– Assista agora:
Casarão Neitzel é preservado pela mesma família há mais de 100 anos na Estrada Quiriri, em Joinville

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo