+

Operação que apura suposta fraude em licitações apreende dinheiro e armas em Joinville

Três armas e mais de R$ 10 mil foram apreendidos

Operação que apura suposta fraude em licitações apreende dinheiro e armas em Joinville

Três armas e mais de R$ 10 mil foram apreendidos

Redação O Município Joinville

A Polícia Civil apreendeu mais de R$ 10 mil em espécie e três armas nesta quarta-feira, 1º. As apreensões foram realizadas na operação “Concreto” em Joinville, Garuva e Blumenau.

A operação é realizada pela 3ª Delegacia de Polícia Especializada no Combate à Corrupção (Decor). O objetivo é apurar a suposta prática de fraudes em licitações.

Nesta ação, foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão, que resultaram na apreensão de diversos dispositivos eletrônicos (celulares e computadores), vasta documentação, mais de R$ 10 mil em espécie. As três armas apreendidas, com a numeração suprimida, são um revólver calibre .38 SPL, uma espingarda calibre 12 GA e uma garrucha calibre .22 LR.

A operação visa investigar um grupo criminoso que estaria falsificando documentos particulares e alterando dados societários de empresas com a finalidade de possibilitar que pessoas físicas e jurídicas, proibidas de contratar com poder público, participassem de licitações e fossem contratadas ilegalmente.

A investigação identificou que, só em um desses casos, a fraude a uma licitação ocorrida em 2022, possibilitaria a contratação de uma empresa pertencente ao grupo criminoso, formado por um núcleo empresarial familiar que atua no ramo da construção civil e de transporte terrestre, no montante aproximado de R$ 1.135.500. A contratação apenas não ocorreu por haver a constatação da fraude pelo Ministério Público, por meio da 13ª Promotoria de Justiça da Comarca de Joinville.

Por meio do inquérito policial da Polícia Civil, apura-se a potencial prática de crimes de organização criminosa, falsificação de documento particular, frustração do caráter competitivo de licitação e lavagem de dinheiro.

Operação conjunta

No total, aproximadamente 23 policiais participaram da operação desta quarta-feira. Prestaram apoio operacional aos trabalhos policiais:

  • Laboratório de Tecnologia Contra Lavagem de Dinheiro;
  • Coordenadoria Estadual de Combate à Corrupção
  • 13ª Promotoria de Justiça da Comarca de Joinville;
  • 4ª DECOR de Blumenau;
  • Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado de Joinville;
  • Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso de Joinville;
  • 2ª Delegacia Regional de Polícia de Joinville;
  • Central de Plantão Policial de Joinville;
  • Delegacia de Polícia da Comarca de Araquari.
Polícia Civil/Divulgação

Decor de Joinville

Esta foi a primeira operação da Decor de Joinville, que foi inaugurada em novembro do ano passado e tem como finalidade combater a corrupção e investigar crimes praticados contra o patrimônio da Administração Pública.

A delegacia especializada tem por atribuição prevenir e reprimir crimes de corrupção contra os patrimônios do estado e dos municípios catarinenses localizados no litoral norte.

Leia também:
1. Grupo Koch quer instalar nova unidade no Vila Nova, em Joinville
2. VÍDEO – Motorista de ambulância do Samu e enfermeiro ficam feridos após colisão com ônibus em SC
3. Cinco homens são presos pela Polícia Civil em Joinville
4. Dois jogos de Joinville acertam 14 dezenas na Lotofácil e faturam prêmios
5. Motorista tem arma ilegal apreendida após causar acidente em Joinville


PREPARE-SE PARA UMA VIAGEM NO TEMPO!
No dia 9 de março você vai conhecer a história por trás de casarões históricos de Joinville, em conteúdo inédito e exclusivo. Assista à prévia!

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo