+

Polícia Civil de Joinville anuncia segunda fase da investigação da chacina

Até o momento, foram cumpridas 5 ordens de busca e apreensão e duas ordens de prisão

Polícia Civil de Joinville anuncia segunda fase da investigação da chacina

Até o momento, foram cumpridas 5 ordens de busca e apreensão e duas ordens de prisão

Isabel Lima

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Homicídios de Joinville, anunciou a segunda fase da investigação da chacina que ocorreu no Morro do Meio, em janeiro. Ao menos seis corpos foram encontrados carbonizados e outra vítima desapareceu.

Segundo a PC, a delegacia conseguiu um acervo de informações e indícios de autoria do crime. A primeira fase da investigação desencadeou em 5 ordens de busca e apreensão e duas ordens de prisão.

Para a segunda fase, os investigadores não descartam novas informações e reforçam que o sigilo é absoluto para quem tiver informações.

Corpo encontrado

Um corpo foi encontrado por um morador na Estrada Duas Mamas, no bairro Vila Nova, área rural de Joinville, na noite de segunda-feira, 13. De acordo com o delegado responsável pelo caso da chacina no Morro do Meio, Eliéser Bertinotti, é possível que se trate do corpo da vítima desaparecida.

Caso confirmado pelo Instituto Médico Legal (IML), que faz a identificação do corpo, essa será a sétima vítima da chacina que deixou seis corpos carbonizados, em janeiro de 2023. Eliéser Bertinotti relata que cinco vítimas foram atingidas por tiros na cabeça e uma teve um corte profundo no pescoço.

“Como os corpos foram carbonizados e os laudos estão sendo elaborados, as informações são preliminares. Mas acredita-se que eles morreram antes do veículo ser incendiado”, conta.

Três pessoas conseguiram fugir dos suspeitos, porém sofreram agressões físicas. Uma sétima possível vítima era procurada desde então.

Discussão com suspeitos

O delegado Eliéser relatou que um desentendimento pode ter gerado o crime. “Há suspeita de que uma das vítimas se desentendeu com uma mulher, o que gerou a retaliação”, conta.
Até o momento, as investigações apontam que, pelo menos, quatro pessoas participaram da execução.

Dois homens, de 22 e 30 anos, foram presos na manhã de quinta-feira, 19. Os outros suspeitos seguem foragidos.

Primeira vítima identificada

Rivair Amaral Ribeiro, natural de União da Vitória (PR), é o primeiro identificado dos seis mortos no crime. Segundo a funerária responsável pelo sepultamento, o corpo de Rivair foi levado para a cidade paranaense onde ele será enterrado.

Relembre o caso

Ao menos seis corpos carbonizados foram encontrados em um carro no dia 8 de janeiro. As vítimas trabalhavam na mesma empresa e moravam juntas. A casa onde residiam também foi incendiada. Todos seriam naturais do Paraná e estariam morando de aluguel no local pois estavam trabalhando na cidade.

Leia também:
1. Pai denuncia filho que furtou motocicleta em Joinville
2. Multinacional de Joinville é condenada a pagar indenização por propaganda que rebaixa a concorrência
3. VÍDEO – Bíblia é encontrada intacta em galpão que pegou fogo em SC
4. Preço do gás de cozinha reduz em Joinville; veja pesquisa do Procon
5. SC-418, na Serra Dona Francisca, terá trânsito restrito para veículos de carga durante o Carnaval


PREPARE-SE PARA UMA VIAGEM NO TEMPO!
No dia 9 de março você vai conhecer a história por trás de casarões históricos de Joinville, em conteúdo inédito e exclusivo. Assista à prévia!

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo