+

Prefeitos da região de Joinville veem liberação do transporte mais próximo

Governo do estado apresenta plano de regionalização das ações de combate ao coronavírus

Prefeitos da região de Joinville veem liberação do transporte mais próximo

Governo do estado apresenta plano de regionalização das ações de combate ao coronavírus

Redação O Município Joinville

Os prefeitos da região Nordeste de Santa Catarina, também chamada de região de Joinville, veem mais próxima a liberação do transporte coletiva e rodoviária, além de pequenos eventos como cinemas, teatros e casas de espetáculo. Essa foi a sensação passada após encontro do governo do estado com os municípios, articulada pela Federação Catarinense de Municípios (Fecam) na manhã de sexta-feira, 22.

Mais de 400 pessoas participaram do encontro virtual entre prefeitos, secretários, municipalistas e o próprio governador, Carlos Moisés da Silva. A reunião foi agendada após forte crítica do movimento municipalista, pedindo diálogo e autonomia.

Na ocasião o estado apresentou uma matriz avaliativa que possibilitará aos prefeitos avaliarem os riscos da região e seguir critérios técnicos na tomada de decisão sobre quais atividades liberar ou restringir, de acordo com a análise de gravidade da situação, da urgência da ação, da tendência de piora, da abrangência territorial e do impacto da Covid-19 na região.

“O que nós estamos apresentando hoje é algo que nós não temos no âmbito nacional mas que seria muito importante que tivéssemos, para subsidiar a tomada de decisão por parte dos prefeitos. Esta não é uma corrida, obviamente, mas tenho certeza que Santa Catarina sairá na frente”, afirmou Carlos Moisés.

Quatro níveis

A matriz exibe o estado dividido em regiões e classifica o risco potencial dos municípios em moderado (azul), alto (amarelo), grave (laranja) e gravíssimo (vermelho). Segundo o gráfico, atualmente a região da Amunesc se encontra com risco potencial alto, o que permitiria o retorno do transporte coletivo urbano e rodoviário, além da adaptação para a liberação de eventos públicos como cinemas, teatros e casas de espetáculos, além de galerias comerciais, shoppings, templos religiosos e igrejas, bares e outros serviços de alimentação.

A liberação, de acordo com a matriz, se daria mediante regulamentação de medidas de distanciamento social, sanitização e higienização. Segundo o governador, a previsão é de que a matriz de risco esteja disponível no dia 1° de junho.

Para o presidente da Amunesc e prefeito de Garuva, dr. Rodrigo Adriany David, a reunião apresenta um avanço na solicitação feita pelos prefeitos da região em assembleia. “Vínhamos pedindo ao governo do estado a compreensão de que os municípios têm características diferentes, e por isso precisavam de medidas diferentes. Na reunião tivemos uma sinalização positiva de que o estado dará às prefeituras a autonomia para a liberação das atividades que cada município julgar pertinente, de acordo com a realidade de cada região”, concluiu dr. Rodrigo.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo