+

Procon e Associação de Supermercados de SC se manifestam contra venda de ossos

Produtos passaram a ser comprados para consumo após a alta do preço da carne

Procon e Associação de Supermercados de SC se manifestam contra venda de ossos

Produtos passaram a ser comprados para consumo após a alta do preço da carne

Redação O Município Joinville

Uma imagem de um cartaz em um açougue de Florianópolis anunciando a venda de ossos de boi viralizou essa semana nas redes sociais. O cartaz dizia que “osso é vendido e não dado”, e anunciava um quilo de osso por R$ 4,00.

A imagem gerou muita revolta e o Procon de Santa Catarina, juntamente com a Associação Catarinense de Supermercados (Acats), lançou uma nota contrária a decisão do açougue.

No pronunciamento, o Procon e a Acats recomendavam que, devido à situação de grande dificuldade provocada pela pandemia, açougue e mercados evitassem a comercialização de ossos de boi, caso eles fossem destinados para consumo. Além disso, os órgãos recomendavam que os ossos fossem doados.

Confira a nota na íntegra clicando aqui.


Receba notícias direto no celular entrando nos grupos de O Município Joinville. Clique na opção preferida:

WhatsApp | Telegram


• Aproveite e inscreva-se no canal do YouTube

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo