Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Projeto prevê que alunos possam gravar professores em salas de aula de SC

Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Projeto prevê que alunos possam gravar professores em salas de aula de SC

Raul Sartori

Vigilância
Deve causar muita discussão no Parlamento estadual quando entrar em pauta um projeto que opõe a direita e a esquerda. É da deputada Ana Campagnolo (PL), que assegura aos alunos da rede estadual de ensino pública e privada o direito a gravarem o conteúdo a eles ministrado por professores em sala de aula. Outro projeto dela, pronto para deliberação em plenário, dispõe sobre a instalação de câmeras de videomonitoramento nas salas de aula do ensino médio, tanto na rede pública quanto na privada estadual.

Casamentos
Conforme o IBGE, a duração média dos casamentos no Brasil é de 13,8 anos. Os mais duradouros são dos piauienses, de 17,6 anos, e os menos dos acreanos, apenas 10,2 anos. Os casais catarinenses ficam juntos por 15,3 anos, menos que os gaúchos, 16,7 anos, e mais que os paranaenses, 14,6 anos.

Tontura
O coitado do eleitor fica tonto com o que a política proporciona de surpreendente, como é o caso da exoneração, pelo governador Jorginho Mello, de quatro secretários de Estado, sexta-feira, que voltam hoje. Envolvem os federais Carmen Zanotto e Ricardo Guidi e os estaduais Estêner Soratto e Jerry Comper. Esse tempinho de liberação foi para permitir, como titulares, apresentarem suas emendas parlamentares nos orçamentos federal e estadual.

Descrédito 1
Saiu ontem mais uma pesquisa nacional, desta vez da consultoria Quaest, sobre a credibilidade do Supremo Tribunal Federal. Em fevereiro passado, apenas 23% dos brasileiros tinham uma imagem positiva da instituição, e agora humilhantes 17%. Não há um recorte por região, mas é perceptível que entre os catarinenses parece ainda mais negativa.

Descrédito 2
Enquanto isso, no Senado, sob relatoria de Esperidião Amin (PP-SC), passou pela quinta e última sessão de discussão no plenário, ontem, a proposta de emenda à Constituição que limita decisões monocráticas de ministros “supremos”, aquelas proferidas por apenas um magistrado e com poderes totais.

Ofensiva
O empresário brusquense Luciano Hang, depois de uma trégua na mídia, está voltando para dizer que quem o ofendeu nas redes sociais sofrerá consequências. Começaram a tramitar na Justiça de SC ações dele contra as plataformas Facebook e Twitter, de quem exige a entrega de informações sobre os autores de perfis falsos que denegriram sua imagem nos últimos anos.

Produtividade
A deputada Vanessa da Rosa (PT) encerrou segunda-feira seu período de suplência na Assembleia Legislativa com uma produtividade exemplar. Em 30 dias deixou cinco projetos de lei tramitando. Um deles institui a data de 20 de novembro como o Dia Estadual da Consciência Negra, e torna oficialmente reconhecida como feriado em SC. As entidades produtivas fazem lobby contrário, alegando que já há um excesso de feriados.

Inclusão
Atendendo a uma solicitação do Procurador-Geral de Justiça, Fábio de Souza Trajano, a Escola Superior do Ministério Público de SC reservará 20% das vagas em seus cursos preparatórios a bolsas integrais para pessoas negras e com deficiência. As tratativas aconteceram segunda-feira, Dia da Consciência Negra. Que prosperem iniciativas dessa importância.

Baleia importunada
O senador Jorge Seif (PL-SC) foi à tribuna bater no Ministério Público Federal que vai acompanhar inquérito instaurado pela Polícia Federal para saber se Bolsonaro importunou uma baleia jubarte enquanto pilotava um jet ski no litoral paulista, no último feriado de Corpus Christi. Disse “não acreditar” e que tem vontade de gargalhar diante do fato. Os brasileiros que pagam impostos também. Ridículo.

Cotas para negros
Bandeira lulista (e todo mérito por isso), as cotas raciais nos concursos para entrada no serviço público avançam em ritmo bem mais devagar nos âmbitos estadual e municipal. Atualmente, apenas sete Estados e o Distrito Federal tem tal ação afirmativa. Na lista não está SC.

Na Flip
O escritor catarinense Marcio Markendorf representará SC na badalada Feira Literária Internacional de Paraty (Flip), no Rio de Janeiro, de hoje a domingo. O ficcionista é uma das atrações confirmadas na programação paralela de editoras independentes onde, além de uma roda de conversa, fará o lançamento da sua obra mais recente, “A Lua Fantasma”’. Markendorf é professor e pesquisador no Departamento de Artes e no Programa de Pós-graduação da UFSC.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo