Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Raul Sartori: popularidade de Bolsonaro continua inabalável em SC

Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Raul Sartori: popularidade de Bolsonaro continua inabalável em SC

Raul Sartori

Bastião bolsonarista
A popularidade de Bolsonaro continua inabalável em SC. O Instituto Paraná Pesquisas publicou ontem mais um novo levantamento das intenções de voto para presidente da República. Na pesquisa espontânea, ele tem 31,2%, contra 18,3% de Lula. Outros 1,2% vão para Ciro Gomes e 0,7% para Simone Tebet. Na estimulada, a distância quase se mantém: Bolsonaro, 45,1%; Lula, 29,0%; e Ciro Gomes, 6,2%. O outro lado: o mesmo levantamento apurou que 42,9% dos catarinenses não votariam de jeito nenhum no presidente, enquanto a rejeição a Lula é de 53,6%. É nessa imensa repulsa a ambos que um nome da chamada Terceira Via poderá ser catapultado do quase nada para o Palácio do Planalto. Parece difícil, mas não impossível. A conferir.

Escola bilíngue
Praticamente sem divulgação – a comunicação do governo federal é falha – eram esperados ontem em Laguna a primeira-dama do país, Michelle Bolsonaro, e o ministro da Educação, Victor Godoy, para lançar a pedra fundamental da Escola Bilíngue para Surdos do município, financiada pelo Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Vovô
O ex-nadador florianopolitano e bem sucedido empresário em São Paulo, Fernando Scherer, o Xuxa, 47 anos, está se preparando para ser avô de gêmeos, filhos de Isabella, 26 anos, sua primogênita. À revista GQ Brasil disse que sabia que seria avô cedo, já que se tornou pai aos 21 anos.

Trio a favor
Em vitória do governo, e até ampla (65 a 12), o Senado aprovou na noite de anteontem o texto-base do projeto que cria um teto para o ICMS que incide sobre combustíveis, energia, telecomunicações e transporte coletivo. O objetivo é limitar o imposto a 17% para estes setores, classificando-os como produtos essenciais. Os três senadores de SC – Esperidião Amin (PP), Dário Berger (PSB) e Jorginho Mello (PL) – votaram a favor.

Ativista
Quem olha os fatos com isenção não perdoa o ativismo da ex-presidente do Chile, a esquerdista Michele Bachelet, que faz do Comissariado de Direitos Humanos da ONU, que ela chefia, um palanque contra o Brasil, ignorando o que acontece no seu próprio país de origem. Tivéssemos um governo forte, teria o troco e o repúdio merecido.

Oração
A Câmara dos Deputados aprovou segunda-feira um projeto de lei que institui o dia 8 de setembro como o Dia Nacional do Terço dos Homens. Seu autor justificou que o movimento conta com mais de um milhão de integrantes. A proposta foi elogiada pela deputada, e católica apostólica romana, Carmen Zanotto (Cidadania-SC), por “significar unir a família na oração e devoção, trazer os homens para mais perto delas”.

Urnas
Enquanto Bolsonaro, de forma compulsiva e contribuindo para tirar-lhe votos, segundo estudos, tenta desacreditar as urnas eletrônicas, o Tribunal Regional Eleitoral de SC vem fazendo seguidos testes para prevenir falhas delas no dia da eleição. Estão sendo verificadas 928, de todos os diferentes modelos em uso.

Reação
Finalmente, algo que pode moralizar um acinte escandaloso no nosso Judiciário, em todas as instâncias: está pronta para votação na Câmara dos Deputados a admissibilidade de Proposta de Emenda à Constituição que, além da perda do cargo, proíbe a concessão de aposentadoria a magistrados como medida disciplinar. A lei atual “pune” juízes corruptos com férias permanentes e vencimentos de R$ 38 mil, em média. Levantamento recente apontou que 47 juízes que foram aposentados compulsoriamente custaram aos cofres públicos cerca de R$ 47 milhões.

Bicicleta
SC já tem sua Política de Incentivo ao Cicloturismo, oficializada pela lei 18.384/2022 que acaba de ser sancionada pelo governador Carlos Moisés. Seus objetivos são incentivar o uso da bicicleta e o turismo ecológico, a melhoria da saúde e do bem-estar por meio da promoção do lazer e da atividade física, a valorização da cultura e dos atrativos turísticos catarinenses, além de movimentar a economia dos municípios. A viabilização das rotas de cicloturismo, conforme a lei, ocorrerá por meio de parcerias entre o Estado e os municípios.

Desleixo
Continua o desprezo do catarinense pela sua saúde: a campanha de vacinação contra os três tipos do vírus influenza para crianças de seis meses até 12 anos, está em apenas 20% da meta. Quanto à covid-19, apenas 50% do público entre 18 e 50 anos voltou para tomar a dose de reforço. A lamentar a profusão de notícias falsas contra as vacinas nas redes sociais. As filas por uma UTI pediátrica em SC são uma das consequências.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo