+
Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - [email protected]

Governo de SC começa a pagar pensões especiais para pessoas com transtorno do espectro autista

Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - [email protected]

Governo de SC começa a pagar pensões especiais para pessoas com transtorno do espectro autista

Raul Sartori

Pensão especial
O governo de SC começou a pagar as primeiras pensões especiais, no valor de um salário mínimo, para pessoas que tem transtorno do espectro autista em grau avançado. A lei, que é originária de projeto do deputado Vicente Caropreso (PSDB), incluiu o TEA no rol de deficiências que garante pensão paga pelo Estado. Para ter direito, a renda familiar não pode ultrapassar dois salários mínimos e o beneficiário deve residir em SC há pelo menos dois anos. Conforme a Fundação Catarinense de Educação Especial, há atualmente 3.807 educandos com TEA de nível 3 matriculados nos Centros de atendimento educacional especializados (Caesp), que são as Apaes, associações conveniadas com o governo.

Em alta
Falta uma pesquisa séria e isenta para avaliar o que é muito perceptível em Florianópolis: a imensa popularidade do prefeito Topázio Silveira Neto (PSD), que até três anos atrás era um ilustre desconhecido como vice-prefeito de Gean Loureiro (UB). Aquele passarinho veio dizer que o governador Jorginho Mello (PL), de olho no potencial eleitoral de Topázio, está fazendo de tudo para tê-lo nos quadros do seu PL, já de olho em 2026.

Julia x Gleisi
As colunas de potins políticos estão informando que a deputada federal Júlia Zanatta (PL-SC) entrou com uma ação contra Gleisi Hoffmann por publicações feitas nas redes sociais. Em março a presidente do PT disse que a colega teve um “comportamento nazista” na foto em que aparece segurando uma metralhadora enquanto usa uma camiseta com a ilustração de uma mão com quatro dedos alvejada por tiros. Júlia pede R$ 50 mil de indenização por danos morais.

Capitais dos golpes 1
Reportagem interessante de “O Globo” mostra que Florianópolis, junto com Campina Grande (PB) e Cabo Frio (RJ), são as cidades brasileiras que mais atraem criadores de esquemas de pirâmide financeira, principalmente quanto a criptomoedas. Porque? Os golpistas do bitcoin, pressionados pela sucessão de escândalos em grandes cidades, migraram para as de 230 mil a 500 mil habitantes. Em todas a lógica deles é aliar a ganância com ignorância do cliente.

Capitais dos golpes 2
Em Florianópolis, a X Capital Bank, empresa suspeita de operar uma pirâmide financeira com criptomoedas, fechou repentinamente em março a sua sede, e não atende os clientes. O Ministério Público de SC instaurou uma notícia de fato criminal sobre o caso. Neste mês surgiu mais um esquema de pirâmide, atribuído à a empresa RZ Consultoria, também em Florianópolis. A Polícia Civil local batizou o caso de “Operação Faraó”.

Hegemonia masculina
O presidente Lula acabou de nomear sete juízes para os Tribunais Regionais Eleitorais de SC, Rio de Janeiro, Amazonas, Mato Grosso do Sul, Bahia, Rio Grande do Sul e Roraima. Foram seis homens e uma mulher. Mas na conta final deu soma zero, pois uma juíza saiu para dar vaga a um juiz. Por isso que os movimentos feministas tem ainda muito o que lutar.

Tropa de choque
Cacicão-mor do PL, Valdemar Costa Neto listou, sábado, os nomes que pretende indicar para integrar à Comissão Parlamentar de Inquérito Mista (CPIM) do 8 de janeiro, caso seja instalada. O senador Jorge Seif, de SC, que parecia nome certo, já não é mais. Na disputa das duas vagas do partido estão também Magno Malta e Carlos Portinho.

Só ameaça
Os alarmes das autoridades policiais de SC ficaram mais que ligados na véspera do feriado de sexta-feira. Havia uma ameaça de atentados, conforme monitoramento feito em redes sociais. O motivo da “comemoração” seria o nascimento do líder nazista Adolf Hitler, em 20 de abril de 1889.

Homenagem justa
O busto da professora, escritora, jornalista e primeira deputada catarinense negra do Brasil, Antonieta de Barros. ficará exposto de forma definitiva no hall da Assembleia Legislativa, acompanhado de uma placa celebrativa. Não é só um gesto simbólico; dá à memorável florianopolitana um lugar de merecida visibilidade.

Veto total
No momento em que já se discute qual será a condenação de criminoso de Blumenau, o governador Jorginho Mello vetou totalmente projeto de lei de origem legislativa que obriga o condenado, após sentença penal transitada em julgado, ao ressarcimento de despesas médicas da vítima, as quais decorram do crime praticado, no âmbito do Estado de SC.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo