+

Saiba o que clubes esperam de novo ginásio de esportes em Joinville

JEC Futsal e Joinville Vôlei destacam trabalho em conjunto para otimização do espaço

Saiba o que clubes esperam de novo ginásio de esportes em Joinville

JEC Futsal e Joinville Vôlei destacam trabalho em conjunto para otimização do espaço

Fred Romano

O JEC Futsal e o Joinville Vôlei, clubes joinvilenses de alto rendimento, aguardam com esperança a construção do novo ginásio de esportes na cidade. Com previsão de atender às demandas específicas das equipes, a expectativa é que o empreendimento eleve o padrão das instalações esportivas locais e proporcione melhores condições tanto para os atletas quanto para o público.

Demandas do Joinville Vôlei

Lucas Müller, supervisor do Joinville Vôlei, expressou seu otimismo em relação ao novo ginásio, destacando a carência de espaços voltados exclusivamente para o esporte na cidade. Lucas comenta que o Centreventos Cau Hansen não foi projetado com as necessidades dos esportes em mente, apresentando deficiências nos vestiários, acesso do público e na própria quadra.

Com a nova estrutura, Lucas espera que os espectadores possam desfrutar de eventos esportivos em condições mais confortáveis, enquanto os atletas poderão contar com instalações modernas, incluindo vestiários equipados para fisioterapia, para que eles foquem exclusivamente em seu desempenho em quadra.

A iniciativa da prefeitura em convidar os clubes para discutir suas necessidades individuais foi elogiada por Lucas, que ressaltou a importância de adaptar o espaço para atender às especificidades de cada modalidade.

Para o vôlei, ele enfatizou a necessidade de uma quadra de tamanho adequado, bem como a altura mínima do ginásio. “Precisamos de uma quadra não tão grande, 18 metros por 9 metros, com área de recuo. A altura do ginásio não pode ser menor que 8 metros. A altura mínima chega a quase 20 metros em competições internacionais, tem que ser um ginásio alto”, comenta o supervisor do Joinville Vôlei.

Além disso, a inclusão de camarotes e espaços adaptáveis para conferências foi apontada como essencial para tornar o ginásio versátil e atrativo para diversos tipos de eventos.

Demandas do JEC Futsal

James Veiga, supervisor administrativo e de marketing do JEC Futsal, compartilhou a visão positiva do novo ginásio, enfatizando a importância de uma estrutura que possibilite o desenvolvimento contínuo das modalidades locais.

Para James, a centralização das condições de treinamento, incluindo áreas de musculação e fisioterapia, será fundamental para potencializar o desempenho dos atletas e garantir a excelência dos projetos esportivos.

A expectativa é que o novo ginásio não apenas beneficie o futsal e o vôlei, mas também proporcione um espaço para grandes eventos esportivos, ampliando a vocação esportiva de Joinville.

A necessidade de um ambiente climatizado foi destacada, considerando o clima úmido e quente da cidade, com sugestões como a adoção de tecnologias sustentáveis, como placas solares, para custear os gastos com climatização.

“Para dar um exemplo, teve um jogo nosso no final do ano passado que quase foi suspenso por essa condição de muita umidade, parou muito para secar quadra, tava muito quente, e o jogo poderia ter sido suspenso por conta disso”, relembra Lucas.

Uso do Centreventos Cau Hansen

No contexto do Centreventos Cau Hansen, considerado um importante espaço cultural em Joinville, surge a necessidade de conciliar suas múltiplas demandas. “A agenda prioritária é da cultura e o esporte se encaixa nessas brechas”, destaca Lucas Müller. Com a construção do novo ginásio voltado para equipes de alto rendimento, surge a oportunidade de redefinir a vocação desse espaço, permitindo sua abertura para uma variedade de eventos.

“O diálogo entre o vôlei e o futsal é muito saudável”, diz o supervisor do Joinville Vôlei. Lucas ressalta a importância do diálogo entre as duas modalidades, enfatizando a necessidade de adaptabilidade do local para não interferir na rotina das equipes, incluindo a disponibilidade de quadras auxiliares.

“O vôlei sem dúvida é um parceiro para que a gente possa otimizar e desenvolver em conjunto para que a gente tenha sempre o melhor local, melhor estrutura para que atenda todas as modalidades”, comenta James Veiga.

O supervisor do JEC Futsal reconhece os desafios enfrentados durante períodos em que o Centreventos é utilizado para eventos culturais, como o Festival de Dança de Joinville, destacando a importância de ter disponível mais um ginásio, além do Cau Hansen, para a realização dos jogos da equipe.

Por fim, James ressalta a relevância de ter espaços qualificados que atendam às demandas do esporte, garantindo um ambiente propício para transformar o futsal em um verdadeiro espetáculo.

Leia também:
1. Mulher é agredida após dormir com homem comprometido em Balneário Camboriú
2. Homem morre enquanto tocava instrumento durante culto em igreja de Joinville
3. Corpo de homem desaparecido é encontrado em mata em Joinville
4. Previsão do tempo: confira como será quarta-feira em Joinville
5. De olho em seguir no G-8 do Catarinense, JEC recebe Avaí na Arena nesta quarta-feira


Assista agora mesmo!

RISOTO SEM ARROZ: VOCÊ NUNCA MAIS VAI QUERER FAZER RISOTO DE OUTRO JEITO:

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo