Suspeito de matar comerciante em Garuva é preso; segunda suspeita está foragida

Polícia Civil deflagra primeira fase da Operação "Flor de Cerejeira"

Suspeito de matar comerciante em Garuva é preso; segunda suspeita está foragida

Polícia Civil deflagra primeira fase da Operação "Flor de Cerejeira"

Redação

Um homem, de 42 anos, foi preso em flagrante pelo crime de porte ilegal de arma de fogo e também teve a prisão preventiva decretada, suspeito de assassinar a comerciante Miriam Hatsue Abe, no dia 10 de setembro em Garuva. A segunda suspeita foi identificada como Jéssica Alves dos Santos Martins, 31 anos, e está foragida. A prisão aconteceu nesta quarta-feira, 21.

Após a coleta de informações no dia do fato, a Polícia Civil obteve detalhes sobre como se deu a ação. De posse das primeiras evidências, houve início do trabalho investigativo pelos policiais.

Segundo a Polícia Civil, com algumas testemunhas identificadas, foi dado início à colheita de depoimentos daqueles que se encontravam próximo ao local. Diversas versões surgiram para entender a motivação.

Com o sigilo das investigações mantido, o inquérito produziu elementos relacionados à identificação do homem e da mulher que seriam os responsáveis pelo crime.

Por meio desses elementos, houve representação de medidas para prender os suspeitos e apreender bens relacionados ao crime ocasionado na cidade de Garuva, no Norte de Santa Catarina.

Numa das buscas realizada na quarta-feira, no bairro Chapada, na cidade de Araucária (PR), houve a apreensão de uma arma de fogo, revólver, calibre 38 SPL, dentro do veículo do suspeito, além de cinco munições. Dentro da residência, no quarto do suspeito, também foram apreendido seis cartuchos deflagrados, possivelmente os mesmos utilizados para matar a vítima.

Um veículo Peugeot 207 foi apreendido junto com outros documentos e ainda serão objetos de análise.

Segunda suspeita está foragida

Nesta quinta-feira, 22, houve o cumprimento de novas buscas nos endereços da suspeita do crime, Jéssica Alves dos Santos Martins, 31 anos, no Bairro Cidade Industrial, na cidade de Curitiba (PR). As imagens dela estão sendo divulgadas e ela se encontra foragida.

Polícia Civil/Divulgação
Polícia Civil/Divulgação

Na residência, foram encontradas perucas, possivelmente utilizadas na data do crime, além de outros elementos que também subsidiaram o inquérito policial.

Novas testemunhas foram ouvidas e diversos outros elementos também estão na posse da Polícia Civil para análise.

A Polícia Civil contou com o apoio do Ministério Público e Poder Judiciário da Comarca de Garuva.

Entenda o caso

Na manhã do dia 10 de setembro de 2022, Miriam Hatsue Abe, foi assasinada em sua residência quando um veículo Peugeot, de cor cinza, aproximou-se do local e, em seguida, desembarcou uma mulher que, após solicitar pela comerciante, desferiu cerca de seis disparos contra a vítima, ocasionando a sua morte.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo