+

“Um espírito livre”: conheça a joinvilense Dayane Mello, participante do reality A Fazenda

Familiares contam sobre a trajetória da modelo e a infância em Joinville

“Um espírito livre”: conheça a joinvilense Dayane Mello, participante do reality A Fazenda

Familiares contam sobre a trajetória da modelo e a infância em Joinville

Yasmim Eble

“Um espírito livre. Uma pessoa que é transparente, batalhadora e que decidiu seguir seus sonhos e oportunidades”. É assim que a joinvilense Dayane Mello, participante do reality A Fazenda 13, é descrita por seu pai, Vonei, e seu irmão mais velho, Juliano. Com 32 anos, a modelo vem ganhado destaque no programa, acumulando uma legião de seguidores que a ajudaram a voltar de duas roças.

No entanto, a história da peoa começa muito antes da participação no reality. Dayane nasceu em Joinville e morou no bairro Jardim Paraíso. A família, no entanto, é de Lontras, no Alto Vale do Itajaí.

Segundo a família, a infância de Dayane foi difícil, marcante e dolorosa por conta da ausência da mãe. As dificuldades fizeram com que ela e o irmão mais velho vivessem na rua por alguns anos, sendo acolhidos pela avó e pai. “Hoje isso está no passado e ela conseguiu superar e perdoar”, diz relato enviado à reportagem pela equipe da modelo.

Dayane e o irmão mais velho Juliano. Arquivo Pessoal

Para eles, Dayane é um ser humano surpreendente, uma pessoa cheia de marcas e traumas da vida, mas que nunca deixou de ser fiel a uma amigo ou qualquer um que precisasse de apoio. “Ela é alguém que transforma suas dores e marcas em superação, uma força para ser alguém melhor”, completa.

Porém, a força motriz é a filha Sofia que a faz querer ser uma mãe exemplo. “Tudo é feito e pensado na pequena, para que ela possa ter um presente e um futuro cheio de coisas que a própria Dayane não teve”, conta. Dayane relatou no reality as dificuldades que enfrentou no nascimento da filha, definindo o nascimento como um milagre.

Sonhos de infância

Desde muito nova, Dayane sonhava em ser modelo e se via fascinada pelo mundo da moda, porém outra paixão era o futebol. Em alguns momentos da infância, ela confidenciou que queria ser jogadora, já que sempre foi apaixonada por esportes, algo que herdou do pai e da avó. “Ela jogava muito junto com seu irmão Juliano e amava o esporte”, conta.

Foi aos 14 anos que a vida de Dayane começou a mudar e os passos se aproximaram da carreira que a modelo tem hoje. Ao participar de um quadro do Tiktak Mega Model, da Record TV, ela foi descoberta pelo mundo da moda e sua carreira cresceu. Dayane saiu de casa aos 17 anos, com destino para o Chile, sempre com apoio e incentivo do irmão mais velho, Juliano.

“Ela rapidamente se tornou a modelo mais famosa do Chile e foi convidada para morar na Itália, o berço da moda”, conta a equipe. Desde então, Dayane vem trabalhando para marcas importantes e foi destaque em revistas e publicações.

Trajetória na Itália

Foi na Itália que Dayane deslanchou a carreira de modelo e começou a participar de programas de televisão. Foram cinco realitys no país. Em três ela chegou a ficar entre os finalistas, porém, foi no Grande Fratello VIP, a versão do Big Brother Italiano, que Dayane se destacou entre os fãs italianos e brasileiros. 

A fama conquistada surpreendeu até mesmo a modelo. Segundo a equipe de Dayane, a modelo tem um fandom, como é chamado um grande grupo de fãs, em mais de 40 países, algo que nunca foi atingido em um reality. “Dayane conquistou seu público com seu jeito transparente, leal, sincero e extrovertido. Ela para os fãs é um cavalo indomável, mas na verdade, Dayane é uma fênix que sempre transforma suas dores em força”, relata o irmão. 

Esse grande apoio ganhou força quando os brasileiros descobriram que Dayane estava sendo vítima de preconceito no reality italiano. A joinvilense sofreu xenofobia, foi alvo de comentários machistas e LGBTQIfóbicos que motivaram diversos mutirões de internautas para que Dayane continuasse no programa. 

Após o reality, no entanto, a modelo disse que as coisas que viveu no programa estavam no passado. “Para ela, todos nós estamos em constante aprendizado e crescimento. Dayane é um espírito livre e isso assusta um pouco as pessoas, mas quem a conhece sabe que ali existe um enorme coração”, completa. 

Dayane e sua filha no última dia do Grande Fratello VIP. Rpeordução

A volta para o Brasil

Dayane sempre teve como objetivo buscar uma oportunidade no Brasil, para ficar mais perto de casa e da família. Foi com o programa A Fazenda 13, que a joinvilense viu a oportunidade perfeita para conseguir ficar mais próxima de seus amigos e familiares do Sul. “Ela sempre sentiu essa necessidade de abraçar uma oportunidade em seu país natal, pois ela tem grandes projetos e sonhos a serem realizados aqui”, revela. O irmão mais velho de Dayane, Juliano, é quem sempre a apoiou em seus projetos pessoais. 

Juliano e o pai, Vonei, estão sempre ligados em todos os momentos da peoa no reality. “Acompanhamos de pertinho e estamos orgulhosos da trajetória dele dentro do programa, como não poderia ser diferente”, conta. A torcida maior agora é para que Dayane consiga alcançar aquilo que veio procurar no Brasil. 

Outros momentos importantes na casa da família Mello são as noites de provas e eliminações. Eles sempre se reúnem para acompanhar e mandar boas vibrações para a joinvilense. “Já fizeram até promessas em dias de provas”, revela.

Fãs amizades no reality

Os fãs e amigos que conquista durante suas participações nos realitys são a segunda família de Dayane. Segundo a equipe da peoa, a modelo se conecta com facilidade com o público, por ser alguém transparente e que prioriza a energia que recebe e manda. “Há uma troca e uma cumplicidade entre ela e sua base de fãs, o vínculo se torna muito íntimo, é uma relação linda”, esclarece. 

Dayane sabia que, ao participar do A Fazenda, estaria aumentando essa família e que assim não estaria sozinha. 

Os vínculos criados na casa também sempre serão importantes para a modelo e, segundo o pai e o irmão, são pessoas que a peoa provavelmente quer levar para a vida. “Ela é assim, ela se doa e gosta de reciprocidade, é isso que ela sente pela Alice, pelo Rico e pela Valentina, dá para ver que é uma troca sincera”, relata.

Dayane e aliados no A Fazenda 13. Reprodução

Para a família de Dayane, a joinvilense se resume em uma pessoa que gosta de acolher, independentemente de tudo, ela sempre estará ali com um abraço, uma palavra ou algo para apoiar. “Ela é lá dentro exatamente como ela é aqui fora”, conclui.


Receba notícias direto no celular entrando nos grupos de O Município Joinville. Clique na opção preferida:

WhatsApp | Telegram


• Aproveite e inscreva-se no canal do YouTube

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo