+

Vereadora Ana Lucia volta à Câmara de Joinville após 30 dias de licença

Retorno aconteceu nesta segunda-feira

Vereadora Ana Lucia volta à Câmara de Joinville após 30 dias de licença

Retorno aconteceu nesta segunda-feira

Fred Romano

A vereadora Ana Lucia voltou a ocupar a cadeira do Partido dos Trabalhadores (PT) na Câmara de Vereadores de Joinville (CVJ). Ela retornou nesta segunda-feira, 8, após 30 dias de licença.

Ana se afastou da CVJ para tratar de assuntos particulares. Durante o período em que esteve fora, ela foi substituída pela suplente Valéria Nunes, representante do Coletivo Juntas.

Retorno de Ana Lucia

Em seu retorno, Ana Lucia participou da sessão ordinária da CVJ nesta segunda-feira, 8. “É um prazer estar de volta a esta casa”, comentou.

“A gente pega licença, mas a gente não para de trabalhar. As pessoas continuam nos procurando”, brincou. Durante o discurso, Ana ainda expôs que existe um acordo no PT de Joinville para os suplentes terem a experiência de assumir a cadeira do partido. “Um processo de aprendizado”, disse a vereadora.

Coletivo Juntas

Nas eleições municipais de 2020, Valéria encabeçou o Coletivo Juntas, formado por outras quatro mulheres. O grupo ficou em terceiro lugar na lista de suplentes do partido, com 911 votos.

Para assumir a vaga na CVJ, Valéria contou com a desistência dos dois suplentes à frente. Primeiro suplente da legenda, Cristóvão Petry comunicou à câmara que não poderia tomar posse por estar exercendo mandato de conselheiro tutelar. O segundo da lista, Wanderlei Monteiro, alegou que, por cumprir mandato sindical, também não poderia assumir a vaga. Em 2022, Monteiro ocupou a cadeira do partido por 30 dias.

Leia também:
1. VÍDEO – Bebê catarinense raptado em Florianópolis será resgatado pelo avião da Polícia Militar
2. Filho pede doações de sangue para pai internado em Joinville
3. Rita Lee, a rainha do rock brasileiro, morre aos 75 anos em São Paulo
4. Homem fica gravemente ferido após levar pauladas na cabeça em Balneário Barra do Sul
5. Homem sofre traumatismo craniano após ser espancado próximo ao trilho do trem, em Joinville


Com arquitetura única em Joinville, Palacete Dória precisou ser construído por empresa de Curitiba:

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo