+

Ácido sulfônico é perigoso? Especialista explica produto derramado na Serra Dona Francisca

Jornal O Município Joinville conversou com a especialista, doutora em química e professora da Unisociesc, Lucile Peruzzo

Ácido sulfônico é perigoso? Especialista explica produto derramado na Serra Dona Francisca

Jornal O Município Joinville conversou com a especialista, doutora em química e professora da Unisociesc, Lucile Peruzzo

Isabel Lima

Na manhã desta segunda-feira, 29, um caminhão carregado de ácido sulfônico tombou na Serra Dona Francisca (SC-418). O motorista está em estado estável, mas a situação ainda não está controlada por conta do produto que escorreu pelo rio, formando uma espuma espessa.


Para entender a gravidade do ocorrido, o jornal O Município Joinville conversou com a especialista, doutora em química e professora da Unisociesc, Lucile Peruzzo.

O que é o ácido sulfônico?

Ele é um ácido utilizado para limpeza. “Ele é um tensoativo, usado na fabricação de detergentes, líquidos, pós e pastosos. Ele também é um agente emulsionantes na produção de agrotóxicos. Ele também é utilizado como auxiliar em processos têxteis”, explica a professora.

A composição dele é um conjunto de ácidos orgânicos. “A composição química dele é ácido alquilbenzeno sulfônico”, conta ela.

O ácido sulfônico tem um aspecto viscoso, castanho escuro e odor de enxofre. “Ele é altamente solúvel em água e forma aquelas espumas que podem comprometer toda a vida aquática”, conta a professora.

Segundo a Prefeitura de Joinville, a substância que estava sendo transportada é Ácido Lineal Alquilbenceno Sulfônico (LAS), em concentração de 90%.

O ácido sulfônico é perigoso?

“Ele tem alguns perigos, pode ser corrosivo para metais, pode ser nocivo se ingerido, provoca irritação na pele, lesões oculares graves”, diz Lucile.

“Ele é bem toxico também para toda a vida aquática, é importante evitar a liberação para o meio ambiente”, complementa a especialista. Além disso, com contato direto, o ácido sulfônico pode causar vermelhidão, ressacamento na pele, falta de ar e dores de garganta.

O que diz a prefeitura

Por volta das 10h desta segunda-feira, 29, a Prefeitura e a Companhia Águas de Joinville interromperam a captação da Estação de Tratamento de Água do Cubatão, responsável por aproximadamente 75% da água tratada na cidade. A medida foi necessária após um acidente com derramamento de produto químico na Serra Dona Francisca.

“O fechamento foi justamente para que a substância não entrasse no nosso sistema de tratamento, garantindo assim que toda a água já tratada possa ser consumida normalmente”, destaca o prefeito Adriano Silva.

O volume de água que ainda havia nos reservatórios foi praticamente todo consumido. Essa água é potável, em condições normais de consumo. Por este motivo, a água que estava armazenada nas caixas d’água das residências pode ser consumida.

A Companhia Águas de Joinville acompanha, por meio de análises laboratoriais, as condições da água que passa pelo Rio Cubatão, mesmo enquanto a captação permanece suspensa.

A substância é biodegradável em todo o processo de fabricação e produção, resultando em compostos que não são nocivos, como água, anidrido carbônico, sulfato sólido e biomassa. Sua taxa de biodegrabilidade é superior a 98%.

Leia também:
1. Cepat divulga lista com mais de 100 novas vagas de emprego em Joinville
2. VÍDEO – Imagens de sobrevoo mostram a situação após o acidente na Serra Dona Francisca
3. VÍDEO – Cratera em asfalto é registrada em rua de Joinville
4. Aumenta procura por água em Joinville após previsão de falta em 34 bairros
5. Hospital atualiza estado de saúde de motorista acidentado na Serra Dona Francisca


Assista agora mesmo!

PINK LEMONADE SAUDÁVEL: DRINK SEM ÁLCOOL PARA REFRESCAR O SEU VERÃO:

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo