Ambulantes e instituto chegam a acordo sobre atuação no Natal de Joinville

O entendimento entre as partes foi confirmado nesta quinta-feira

Ambulantes e instituto chegam a acordo sobre atuação no Natal de Joinville

O entendimento entre as partes foi confirmado nesta quinta-feira

Na manhã desta quinta-feira, 9, os ambulantes e o Instituto Natal de Joinville chegaram a um acordo depois do impasse sobre o valor cobrado para atuar no evento. O presidente da entidade, Ozei Luiz da Silva, e os representantes da categoria, Ademir Antunes e Ricardo Lemes, reuniram-se mais cedo e alcançaram um denominador comum.

“Conseguimos fechar no valor de R$ 30 por dia. Detalhe: só os dias trabalhados. Achei interessante, vou levar isso para o grupo, eu aprovo e acredito que devemos aprovar sim. Do início até aqui, avançamos bastante. Nesse valor, todo mundo consegue trabalhar. Ficou justo. Espero o apoio de todo mundo e que todos venham para o Natal”, anuncia Antunes.

O presidente Ozei também demonstrou satisfação com a chegada do acordo. “Tivemos alguns impasses durante essa semana, mas sentamos aqui, cedemos de um lado e temos convicção que o valor ficou bom para todo mundo. O Natal será como sempre foi, feito para os nossos joinvilenses”, comenta.

Discussão

A desarmonia começou no fim de outubro, quando foram abertas as inscrições para os interessados em atuar no comércio do Natal de Joinville 2023. No edital, o que assustou os comerciantes foram os valores cobrados pelo instituto. Para trabalhar no evento, os ambulantes teriam de pagar R$ 2 mil, mais uma taxa de 20% sobre vendas.

Nesta segunda-feira, 6, as partes se reuniram para negociar os valores. A primeira proposta feita foi de R$ 1 mil mais 15% sobre as vendas. Depois da negativa, o presidente do instituto propôs aos ambulantes o valor de R$ 50 por dia do evento. Nesta quarta-feira, 8, em uma reunião da Comissão de Finanças da Câmara de Vereadores de Joinville, houve novas discussões, e teria sido fechado um valor de R$ 500. Porém, houve mudança na negociação nesta quinta.

Agora, com o novo valor anunciado, se os ambulantes efetivamente trabalharem durante todo o período do evento, ou seja, os 45 dias, eles terão de pagar R$ 1.350. Se chover e houver algum contratempo, eles não precisarão trabalhar, nem serão cobrados por isso.

Food trucks

Outro grupo que também se incomodou com as taxas propostas no edital foram os proprietários de food trucks. No documento, a taxa apresentada pela organização do evento foi de R$ 5 mil, mais 20% do valor das vendas. Após as primeiras reclamações, a porcentagem foi baixada para 15%, mas sem concordância.

Porém, depois da negociação com os ambulantes, o presidente do Instituto Natal de Joinville, Ozei da Silva, confirma que a entidade está reavaliando o que foi pedido, mas ainda não foram marcadas conversas com os representantes dos donos dos food trucks.

Inscrições da prefeitura

Nesta terça-feira, 7, a Prefeitura de Joinville lançou o edital para os comerciantes interessados em atuar na abertura do Natal de Joinville 2023. Para o evento, que acontece neste domingo, 12, a permissão será concedida aos ambulantes que utilizam carrinhos de propulsão humana, de 2 metros quadrados (m²), para o comércio em 13 pontos fixos.

As inscrições começam nesta quarta-feira, 8, a partir das 8h, encerram-se nesta sexta, 10, às 17h, e devem ser feitas na sede da Secretaria de Meio Ambiente, localizada na rua Dr. João Colin, 2719. Os interessados devem levar cópias do documento de identificação, do CPF e de comprovantes de residência no município de Joinville, além de uma foto do carrinho.

Assista ao vídeo:

Leia também:
1. Após decisão do STF, Joinville terá corte de R$ 15 milhões na Educação
2. Espetáculo de abertura do Natal de Joinville acontece neste domingo
3. Empresa abre mais de 250 vagas de trabalho temporárias em Joinville
4. Quatro homens procurados pela Justiça de Joinville são presos em intervalo de 12 horas
5. Censo 2022: entenda fatores da mudança populacional em Joinville


Assista agora mesmo!

Sargento Junkes leva o pai e o irmão para o bar da Zenaide para contar histórias de família:

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo