+

Comunidade Quilombola recebe vacina contra Covid-19, em Joinville

"Muita alegria. É importante estar imunizada e também proteger o próximo", conta moradora que ganhou a vacinação

Comunidade Quilombola recebe vacina contra Covid-19, em Joinville

"Muita alegria. É importante estar imunizada e também proteger o próximo", conta moradora que ganhou a vacinação

Fernanda Silva

Entre os grupos prioritários para a vacinação contra a Covid-19, a comunidade Quilombola do Caminho Curto foi imunizada na manhã desta quinta-feira, 25. Localizada no bairro Pirabeiraba, os moradores puderem receber os agentes de saúde em casa, onde receberam a vacina.

“Muita alegria. É importante estar imunizada e também proteger o próximo”, conta Senilda Aparecida da Graça, dona de casa de 34 anos. Ela é moradora do local e recebeu vacinação.

No local, a comunidade recebeu os profissionais de saúde com entusiasmos. “Alguns ficavam se esquivando, mas depois que as enfermeiras conversaram, resolveram tomar a vacina”, lembra a moradora.

Ao todo, 41 quilombolas foram vacinados com a primeira dose da Astrazeneca/Oxford. O retorno já está marcado, será nos próximos 90 dias, na segunda metade de junho.

A técnica de enfermagem Jéssica Rafaela Fenix foi uma das profissionais que foram até o Caminho Curto para aplicar a vacina. Ela conta que a recepção da comunidade foi boa. Na área, há um galpão para reuniões, local onde as técnicas enfermagem foram recebidas e as doses, aplicadas.

Porém, nem todos tomaram a vacina. Cerca de quatro pessoas preferiram não recebê-la, outras quatro, trabalhavam no horário, segunda a moradora. Jéssica explica que não é necessário justificar a recusa da vacinação e que os moradores também preferiram não comentar o motivo.

Em geral, por serem do grupo prioritário, a população quilombola já estava a espera da imunização. Após esta quinta-feira, 25, o sentimento é de alívio. “Tem muitas crianças aqui. Isso (vacinação) é pensar nas outras pessoas, nos nossos filhos”, opina Senilda. Além disso, a dona de casa conta que há cerca de seis idosos no local.

Atualmente, há uma moradora da comunidade Quilombola internada com Covid-19. Ela e o pai ficaram doentes e precisaram de internação. Ele, já recebeu alta e voltou pra casa. Além deste caso grave, o Caminho Curto também já perdeu um morador para a doença. O primo de Senilda, de 44 anos, não resistiu às complicações causadas pelo vírus.

Após um ano de pandemia, a dona de casa afirma: “tem que tomar a vacina para se livrar desse coronavírus maldito. Ficar imunizada e proteger o próximo.”

Comunidade registrou a imunização nas redes sociais. Em momento de pandemia, tomar vacina é um grande marco e merece registros.


Receba notícias direto no celular entrando nos grupos de O Município Joinville. Clique na opção preferida:

WhatsApp | Telegram


• Aproveite e inscreva-se no canal do YouTube

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo