+

Nome sujo no Serasa: inadimplentes de Joinville somam mais de R$ 1 bilhão em dívidas; veja números

Presença do cartão de crédito na rotina cresceu ao longo dos anos, avalia especialista

Nome sujo no Serasa: inadimplentes de Joinville somam mais de R$ 1 bilhão em dívidas; veja números

Presença do cartão de crédito na rotina cresceu ao longo dos anos, avalia especialista

Thiago Facchini

Um levantamento aponta que Joinville possui um total de 209.691 inadimplentes, ou seja, pessoas que estão com o nome sujo no Serasa. Tratam-se de dados de outubro do Mapa da Inadimplência e Renegociação de Dívidas. Os valores das dívidas na cidade, somados, ultrapassam R$ 1 bilhão.

O total de dívidas em Joinville é de 766.212 e o valor total exato destas dívidas é de R$ 1.470.314.915,87. Já o valor médio da dívida por inadimplente na cidade gira em torno de R$ 7.011,82, sendo R$ 1.918,94 a média de cada dívida.

De acordo com o Serasa, não é possível extrair os setores que possuem mais endividados em Joinville. Já os dados do estado, porém, mostram que os bancos e cartões puxam a fila dos setores em que há mais pessoas com dívidas.

Dados do Serasa

No Brasil, em geral, a maior dívida é com bancos e cartões, que representam 29,19%. Santa Catarina fica abaixo do percentual nacional neste setor, com 23,77%. A quantidade de dívidas com serviços essenciais no Brasil também é alta, de 23,53%, enquanto em SC o percentual é baixo, de apenas 3,01%.

A especialista de produtos do Serasa, Camila Cruz, avalia que, no geral, as pessoas passaram a usar o cartão de crédito com mais frequência, apesar de Joinville se manter abaixo do percentual nacional quando se trata desse tipo de dívida.

“Houve uma mudança no uso do cartão de crédito dos últimos anos para cá. Antes o consumidor usava o cartão para compras grandes e agora há gastos do dia a dia, como mercado, gasolina e farmácia”, analisa.

Camila comenta ainda que a situação econômica do país também influencia no aumento das dívidas com cartão. Ela menciona desemprego, inflação, taxa de juros e o fato de o consumidor não possuir dinheiro em mãos como fatores para o maior uso do cartão de crédito na rotina.

Por outro lado, apesar do aumento do uso do cartão, Santa Catarina apresenta números baixos quando se trata das dívidas relacionadas aos serviços essenciais, como água, luz e gás. Camila afirma que o dado mostra qual indica ser a prioridade do consumidor do estado.

“Não temos uma pesquisa específica que explique o motivo de Santa Catarina estar abaixo, com 3,01%, em relação a vários outros estados, mas é algo que traz uma percepção de prioridade no momento de quitar a dívida e também no comportamento financeiro do consumidor catarinense”, avalia.

Como limpar nome

Para buscar alternativas de limpar o nome no Serasa, o consumidor inadimplente pode buscar os canais oficiais, como aplicativo do Serasa ou o site www.serasa.com.br. Após o cadastro, é possível verificar as possibilidades de desconto e parcelamento para negociar a dívida.


Assista agora mesmo!

Baile com Os Monarcas e paixão por futebol: Sargento Junkes leva o padrinho para o Bar da Zenaide:

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo