Polícia prende mulher acusada de ser uma das lideranças de organização criminosa em Araquari

Suspeita é conhecida como "rainha do Itinga"

Polícia prende mulher acusada de ser uma das lideranças de organização criminosa em Araquari

Suspeita é conhecida como "rainha do Itinga"

Redação

A Polícia Civil prendeu na tarde desta quinta-feira, 21, uma mulher suspeita de ser uma das lideranças de uma organização criminosa em Araquari. A suspeita, conhecida como “rainha do Itinga”, é companheira do líder do grupo. Ele já está preso e é acusado de participar de chacina ocorrida na área de ocupação em 2019.

De acordo com a Polícia Civil, a mulher é responsável por fazer as negociações de compra de drogas, recolher os rendimentos das drogas vendidas e disseminar as determinações de seu companheiro para fora do presídio.

A investigação que resultou na prisão da acusada ocorre desde dezembro de 2021. A mulher foi presa nesta quinta-feira, durante campana realizada no presídio onde seu companheiro está detido. A ação ocorreu durante a vinda da acusada para a visita.

Apesar da prisão de uma das lideranças do grupo, a Polícia Civil afirma que continua em diligências contra as ações das organizações criminosas na região.

Leia também:
– Jovem atropelada por ônibus em Joinville está internada na UTI; conheça o caso
– Confira como fica a previsão do tempo nesta quinta-feira em Joinville
– Detrans implanta rotatória no bairro João Costa nesta quinta-feira, em Joinville
– TJSC mantém pena imposta a mulher que derrubou parede e janela de delegacia com socos em Brusque
– VÍDEO – Árbitro é agredido por jogadores em torneio de futsal em Indaial

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo