+

Previsão de dilúvio no Sul do Brasil em dezembro é falsa; meteorologista explica

Metsul Meteorologia refuta boatos de dilúvio

Previsão de dilúvio no Sul do Brasil em dezembro é falsa; meteorologista explica

Metsul Meteorologia refuta boatos de dilúvio

Rumores intrigantes estão ganhando espaço em diversos veículos de comunicação e se espalhando pelas redes sociais, sugerindo a possibilidade de um autêntico dilúvio no Sul do país durante o mês de dezembro.

Essas especulações se sustentam nas projeções dos principais institutos de meteorologia, que apontam para o iminente ápice do fenômeno El Niño no início do próximo verão.

Segundo a meteorologista Estael Sias, da Metsul Meteorologia, sediada em Porto Alegre (RS), todos esses rumores sobre um iminente dilúvio são infundados e a notícia é falsa.

A especialista em meteorologia emitiu uma nota esclarecedora para desvendar o que está por trás dessas teorias conspiratórias.

Logo após a imagem e os anúncios que viabilizam este trabalho, confira o boletim detalhado elaborado por Estael.

No comunicado, a profissional garante informações precisas e confiáveis sobre este tema, proporcionando então uma visão aprofundada e esclarecedora.

O boato do dilúvio

Boletim: Estael Sias/Metsul Meteorologia >>

A MetSul Meteorologia tem sido alvo de diversos questionamentos por parte do público e da imprensa acerca das expectativas do tempo para dezembro.

Há especulações em torno da possibilidade de um mês excepcionalmente chuvoso no Sul do Brasil, com volumes ainda mais significativos do que os registrados nos meses anteriores.

Alguns chegam até a questionar se é verídico o prognóstico de chuvas diárias ao longo dos 31 dias, caracterizando, pois, um autêntico dilúvio.

Notícia falsa do dilúvio

Pode-se afirmar com convicção que as especulações em questão não possuem fundamento verificável, configurando-se, portanto, como meros boatos infundados.

Uma análise aprofundada dos fatos contradiz diretamente essas alegações, respaldada por fontes confiáveis e dados concretos.

Diante da falta de evidências substanciais que respaldem tais especulações, é seguro concluir que essa informação não passa de uma notícia falsa.

Pico do El Niño

O que de fato está em pauta é o ápice dos efeitos do fenômeno El Niño, previsto para o início do próximo verão.

Esclarecemos que esses rumores surgiram a partir dessa interpretação equivocada da situação.

De fato, muitas áreas do Sul do país devem manter chuvas acima da média em dezembro; no entanto, isso está longe de configurar um dilúvio, como sugerem os boatos.

Além disso, os modelos meteorológicos de longo prazo começam a indicar que, na segunda quinzena do próximo mês, pode ocorrer uma sequência de dias talvez mais prolongada de tempo seco, conforme apontam os simuladores.

Concluímos destacando que o ápice de influência do El Niño não implica automaticamente no aumento das precipitações. Outros fatores meteorológicos, além da influência do fenômeno, determinam o regime das chuvas.

Portanto, encerramos esclarecendo que esses boatos sobre um possível dilúvio carecem de fundamento.

*Com Informações: Estael Sias/Meteorologista da Metsul Meteorologia

Leia também:
1. Aeroporto de Joinville terá aumento da quantidade de voos no verão
2. Conheça quem é Robertinho, joinvilense que viralizou por caminhar na rua dançando
3. Saiba quando acontecem apresentações do Natal Luz dos Bombeiros em Joinville
4. Campo de futebol amador em Joinville será desativado
5. Empresa de Joinville abre vagas para Programa Jovem Aprendiz


Assista agora mesmo!

Fotos até em velório? No Bar da Zenaide, fotógrafo conta histórias inusitadas de trabalhos já feitos:

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo