Saiba como foi a 1ª feira de empregos da construção civil em Joinville

Evento preencheu vagas e criou banco de dados de trabalhadores interessados

Saiba como foi a 1ª feira de empregos da construção civil em Joinville

Evento preencheu vagas e criou banco de dados de trabalhadores interessados

Redação

Cerca de 140 pessoas interessadas em trabalhar na construção civil passaram pela 1ª Feira de Emprego e Oportunidades da Construção Civil realizada no sábado, 18, em Joinville. Organizador do evento, o Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon) cadastrou 92 currículos entre as 10h e 14h.

Durante a feira, foram oferecidas cerca de 120 vagas na construção civil, nas áreas administrativas e operacionais. O Centro Público de Atendimento aos Trabalhadores (Cepat) fez mais de 20 encaminhamentos para entrevistas de emprego em empresas do setor. Ao longo da semana, novos encaminhamentos devem ocorrer.

Promovida pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil de Joinville (Sinduscon), a 1ª Feira de Emprego e Oportunidades da Construção Civil contou com a parceria do Serviço Social da Indústria da Construção Civil (Seconci), Serviço Social da Indústria (Sesi), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Serviço Nacional do Comércio (Sesc) e Secretaria Municipal de Assistência Social (Sas-Cepat).

O evento teve o patrocínio da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc) e da Krona. As empresas parceiras foram Axia Vectra, CHF, Convisa, Cron Engenharia, Grupo Estrutura, Hacasa, Incorposul, Irineu Imóveis, LHW, Ogliari, Perville, Rôgga, Roma e Viplan.

Segundo a executiva do Sinduscon Joinville e coordenadora do Grupo de RH do sindicato, Annelise Maes Cerutti, todos os currículos cadastrados ficarão em um banco de talentos da construção civil, disponíveis às construtoras e incorporadoras associadas.

“Sempre que a empresa tiver necessidade, poderá consultar as informações dos candidatos, facilitando assim o processo de seleção e recrutamento. Nosso objetivo com a feira foi preencher as vagas abertas e criar uma base de dados”, explica.

Com o mercado imobiliário aquecido, continua Annelise, mesmo quem não conseguiu uma colocação imediata terá suas pretensões e informações profissionais armazenadas. “Nosso setor é um dos principais geradores de emprego e renda. A feira mostrou as oportunidades para quem deseja construir um futuro na construção civil.”


Receba notícias direto no celular entrando nos grupos de O Município Joinville. Clique na opção preferida:

WhatsApp | Telegram


• Aproveite e inscreva-se no canal do YouTube

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo