+

Santa Catarina registra primeiro caso de nova variante do coronavírus

Paciente não tinha histórico de viagem

Santa Catarina registra primeiro caso de nova variante do coronavírus

Paciente não tinha histórico de viagem

Vítor Souza

A Secretaria de Saúde de Santa Catarina registrou nesta segunda-feira, 4, o primeiro caso da variante EG.5 do coronavírus, conhecida como Éris, no estado. O paciente infectado é um homem, de 37 anos, morador de Biguaçu, na Grande Florianópolis. De acordo com a Secretaria de Saúde, ele não possui histórico de viagem.

O paciente procurou atendimento médico no Hospital Regional de São José no dia 24 de julho com sintomas leves: coriza, dores musculares e dor de cabeça. Ainda de acordo com a secretaria, o homem possui esquema vacinal primário contra a Covid-19, primeira e segunda doses.

Amostras

A amostra do paciente foi coletada pela Unidade Sentinela do Hospital São José na mesma data do atendimento e processada pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-SC), que apresentou resultado positivo para Covid-19 no dia seguinte, 25 de julho. No dia 1º de agosto, a amostra foi enviada para o laboratório da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro (RJ), para sequenciamento genético. O relatório da Fiocruz com o resultado positivo para a variante EG.5 chegou ao estado na noite de segunda-feira.

Medidas de prevenção

A Secretaria de Saúde informou que a vacinação contra a Covid-19 é a melhor forma de prevenir casos graves, hospitalizações e mortes pela doença.

“Além do esquema primário (primeira e segunda doses), é importante que toda a população atualize a situação vacinal com as doses de reforço.
Toda a população com 18 anos ou mais com o esquema primário completo (primeira e segunda doses) deve tomar uma dose de reforço com a bivalente, desde que a última dose tenha sido aplicada há mais de 4 meses.”

Além deste público, também podem tomar a dose de reforço com a bivalente, pessoas a partir dos 12 anos dos seguintes grupos prioritários:

  • Pacientes imunocomprometidos;
  • Pessoas com comorbidades;
  • População das comunidades indígenas e quilombolas;
  • Gestantes e puérperas (mães até 45 dias após o parto);
  • Trabalhadores da saúde;
  • Pessoas com deficiência permanente;
  • População privada de liberdade, adolescentes cumprindo medida socioeducativa e funcionários do sistema de privação de liberdade.

Leia também:
1. Dez apostas de Joinville são premiadas na Mega-Sena 2629
2. Adolescentes fazem transmissão ao vivo com arma falsa dentro de sala de aula no Litoral Norte
3. Saiba como fica trânsito na avenida Beira Rio e arredores para desfile de 7 de setembro em Joinville
4. Identificadas vítimas de acidente entre caminhões no Norte de SC
5. Obituário de Joinville: confira falecimentos de hoje e dos últimos dias


Assista agora mesmo!

Conheça o Palacete Dória em Joinville; local possui peças em bronze, prata e marfim:

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo