+

VÍDEO – Saiba como está menino que se afogou em piscina e foi salvo pelo pai em Joinville

Heitor ficou oito dias internado

VÍDEO – Saiba como está menino que se afogou em piscina e foi salvo pelo pai em Joinville

Heitor ficou oito dias internado

Isabel Lima

Repercute nas redes sociais o vídeo de um menino sendo salvo pelo pai após cair na piscina em Joinville. O caso aconteceu no dia 6 de agosto, na casa de Jean. O filho dele, Heitor, caiu na piscina, se afogou e ficou inconsciente. Quando o pai avistou e correu para salvá-lo, o menino já estava sem sinais vitais. Ele foi resgatado, levado ao hospital pelos bombeiros, passou por tratamento e está bem.


Apesar da reação rápida, Jean atribui o salvamento do filho a Deus. “As pessoas querem atribuir muito a quem fez, eu não tenho dúvida que foi Deus. Senão fosse da vontade dele, ele não estaria aqui”, ressalta.

“A única coisa que me passava na cabeça é que meu filho estava morto. Ele estava com o olho aberto, fosco, sem vida”, relembra o pai. O vídeo capturado pela câmera de segurança mostra Jean procurando por Heitor até que ele vê a criança desacordada na piscina.

“Quando eu vi ele ali dentro, eu não pensei em nada, corri mais rápido que pude, tirei ele da piscina e já comecei a fazer os primeiros socorros”, conta Jean. A mãe de Heitor tentava ligar para os bombeiros enquanto o pai socorria o filho. Como ela não estava conseguindo, pediu ajuda aos vizinhos que chamaram o socorro.

“Desde que a gente se mudou para essa casa, foi o primeiro dia quente. Como as crianças já estavam querendo entrar há muito tempo, nós deixamos”, explica o pai. Mas a água estava gelada, então eles logo saíram da água e entraram em casa.

“Minha esposa estava passando meio mal e eu fui para o meu escritório”, recorda. Ao perceber o silêncio da casa, Jean saiu para procurar os filhos. Quando não viu Heitor dentro de casa, foi procurar no quintal.

Segundo o pai, o menino não costuma sair sozinho, mas naquele dia, decidiu tirar as boias de dentro da piscina. “Foi tentar bater em uma para tentar puxar a outra, acabou se desequilibrando e caiu na piscina”, explica Jean.

“A única cosa que passava na minha cabeça era que eu estava perdendo meu filho. Eu achava que eu não podia parar de fazer a massagem cardíaca e fazer respiração boca a boca porque eu precisava fazer o sangue circular”, relata o pai.

Até os bombeiros chegarem, Jean continuou massageando o peito do filho. “Mais tarde assistindo o video a gente teve noção do tempo levado e como as coisas aconteceram”, diz.

Assista ao momento que Jean salva o filho:

Estado de saúde

Conforme o pai, Heitor foi entubado ainda ao lado da piscina e levado de helicóptero ao hospital. Ao chegar na unidade, já estabilizado, os exames mostraram uma lesão no cérebro do menino.

Cerca de oito dias depois, uma nova bateria de exames foi realizada e veio a boa surpresa: Heitor não apresentava mais as lesões. “Todas as lesões que tinha desapareceram. Humanamente para medicina é inexplicável, todos ali no hospital estão de boca aberta”, conta Jean.

Quase uma tragédia

“Meu filho é muito apegado a mim, eu e ele somos muito grudados. O tempo todo ele querendo mostrar como é forte, fazendo brincadeira, um dando apelido para o outro. Ele é um menino fenomenal, isso passava na minha cabeça, como eu ia ficar sem aquilo?”, explica Jean.

Para ele, isso serve como um alerta, pois quase foi uma tragédia na família. Jean ainda manda um recado para todos que tem piscina ou frequentam espaços com água. “Não descuidar, não ser confiante demais. Não acreditar que o filho é obediente que não vai para perto da piscina, porque é um tipo de acidente que não tem volta”, finaliza Jean.

Leia também:
1. VÍDEO – Adolescente é agredido por homem com uma corrente em Joinville
2. Ministro de Minas e Energia diz que não há necessidade do horário de verão
3. Mulher morre após se engasgar com pedaço de carne no Litoral Norte
4. Confira candidatos e saiba como funciona votação para conselheiros tutelares em Joinville
5. Saiba quais bairros podem ter falta de energia em Joinville durante a semana


Assista agora mesmo!

Região de Joinville já era habitada há 10 mil anos: conheça os quatro povos anteriores à colonização:

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo