+

VÍDEO – Técnicos de enfermagem filmam treinamento e postagem no TikTok gera polêmica no Norte de SC

Vídeo foi publicado na rede social do vereador Weslley Felippe Freitas (MDB)

VÍDEO – Técnicos de enfermagem filmam treinamento e postagem no TikTok gera polêmica no Norte de SC

Vídeo foi publicado na rede social do vereador Weslley Felippe Freitas (MDB)

Redação O Município Joinville

Um vídeo de técnicos de enfermagem de um pronto atendimento em Balneário Barra do Sul, no Norte de Santa Catarina, gerou polêmica na cidade após um vereador questionar as imagens, que mostram a equipe atendendo supostos pacientes de forma inadequada.

Na postagem publicada nesta semana, o vereador Weslley Felippe Freitas (MDB) diz que a “saúde não é brincadeira” e pergunta a opinião dos seguidores. São mais de 100 comentários com opiniões, críticas aos funcionários e ao próprio vereador.

Segundo comentários dos técnicos de enfermagem que participaram do vídeo, o vereador estaria equivocado. As imagens seriam de um treinamento, que ocorre todos os meses e seria tudo encenação, com participação apenas de funcionários. Eles alegam que o tema do vídeo em questão mostra como não atender os pacientes, durante atividade sobre segurança do paciente, proposta no mês de julho. 

Assista ao vídeo:

De acordo com a Secretaria de Saúde de Barra Velha, os treinamentos fazem parte da educação continuada, amparada e obrigatória por lei. A gravação do vídeo que repercutiu na internet teria acontecido no domingo, 24 de julho, entre 7h e 8h, horário escolhido por baixa circulação de pacientes no PA Jetel Mentes. Entretanto, o vereador critica a publicação desse material em redes sociais e questiona a finalidade do treinamento específico. 

Segundo a Secretaria de Saúde, o técnico de enfermagem que publicou o vídeo no TikTok teria utilizado o aplicativo para editar o conteúdo e acabou no ar. Um funcionário comentou na publicação e explica a situação ao vereador. 

Reprodução

Após a repercussão, a Secretaria de Saúde informou que terá mais cuidado com a questão da publicação do conteúdo, mas que os treinamentos devem e vão continuar. No documento obtido pela reportagem do jornal O Município Joinville, há o calendário do primeiro semestre de 2022 e as atividades que foram realizadas, sob responsabilidade de uma enfermeira de Joinville, que aplica os treinamentos. Conforme a tabela, a apresentação dos trabalhos sobre segurança do paciente aconteceram em 26 e 27 de julho, das 17h às 20h. 

Confira lista de treinamentos:

Reprodução

Entenda a polêmica

Após a publicação na página de Facebook, o vereador fez um vídeo e publicou nas redes sociais. “Treinamento do terror?”, questiona. Ele cita o paciente que cai da cama e a abordagem ao cadeirante.

Para o secretário da saúde Jonathas Luiz Felipe, esse era exatamente o intuito do trabalho, mostrar as formas inadequadas de atender um paciente e reforçar os cuidados. No caso do “paciente” que cai da maca, a ideia era reforçar a importância de levantar a grade de segurança. Jonathas acrescenta que cada equipe escolheu um formato, como vídeo e cartazes. 

Confira mensagem de convocação enviada aos funcionários:

Reprodução

Questionado se foi contatado pela Secretaria de Saúde para explicação, o vereador diz que não foi informado oficialmente do ocorrido até a tarde desta quarta-feira, 24. Na manhã do mesmo dia, o Conselho Municipal de Saúde teve uma reunião e Weslley, que é presidente da Comissão de Educação, Saúde e Saneamento, afirma que teria mostrado o vídeo ao presidente do conselho pela primeira vez. 

Marcos Coimbra, presidente do Conselho de Saúde de Barra do Sul, confirma que não tinha visto o conteúdo até a reunião. Mas, para a Secretaria de Saúde, o acontecimento foi devidamente explicado ao vereador, que teria publicado o vídeo por ser da oposição. 

Weslley afirma que elaborou um ofício com pedido de informação, que deve ser aprovado nesta sexta-feira, 26, pela Câmara de Vereadores e encaminhado ao Executivo. Segundo o emedebista, ele faz nove perguntas, que envolvem a quantidade de pessoas envolvidas no treinamento, o intuito dele, para quem é direcionado, os custos, benefícios aos servidores envolvidos e sobre o horário de realização da capacitação. 

No documento da Secretaria de Saúde, são 29 funcionários que realizam os treinamentos no PA, administrado por uma Organização Social (OS). Nos comentários da publicação do vereador, uma imagem com as metas dos treinamentos é compartilhada por outro funcionário do PA.

Reprodução

Posicionamentos

A Secretaria de Saúde afirma que os treinamentos têm o objetivo de trazer “melhorias no setor de enfermagem” e que qualquer empresa oferece essas capacitações. Sobre o local da gravação, Jonathas explica que é no PA que acontece o dia a dia, mas que a locação dos treinamentos poderá ser reavaliada.

O vereador Weslley diz não ser contra treinamentos, mas tem ressalvas e dúvidas sobre a efetividade e formato que são realizados. Já o presidente do Conselho Municipal de Saúde, apenas alega que o órgão é fiscalizador, assim como a função do vereador.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo