+

Homem condenado por ajudar em latrocínio é preso no trabalho em Joinville

Prisão aconteceu nesta terça-feira

Homem condenado por ajudar em latrocínio é preso no trabalho em Joinville

Prisão aconteceu nesta terça-feira

Yasmim Eble

Um homem de 30 anos condenado por ajudar em um crime de latrocínio, ocorrido em 2020, em Joinville, foi preso na manhã desta terça-feira, 6. Ele tinha um mandado de prisão em aberto e foi preso no trabalho pela Polícia Militar, em uma empresa dentro do Perini Business Park, localizado no Distrito Industrial.

Em audiência de custódia realizada na tarde desta terça-feira, a juíza Regina Aparecida Soares Ferreira manteve a prisão para o cumprimento da sentença, visto que o processo já transitou em julgado. Ele foi condenado a 15 anos, seis meses e 20 de dias de prisão em regime fechado. O homem foi conduzido ao Presídio Regional de Joinville.

O crime

O crime aconteceu no dia 15 de agosto de 2020. Um homem e uma mulher teriam se deslocado até a casa das vítimas, no bairro Iririú, a bordo de um carro dirigido pelo homem preso nesta terça-feira, 6.

No local, a dupla aguardou as vítimas chegarem na residência e abordou o veículo, quando o portão eletrônico da residência foi aberto. Mediante a ameaça, os dois anunciaram o assalto junto a uma arma de fogo. 

As vítimas foram amarradas e amordaçadas. Uma das vítimas tentou argumentar, mas um dos envolvidos efetuou o disparo contra o rosto da mulher. Com o auxílio médico, a vítima sobreviveu, porém, teve perdeu os dentes de cima.

A fuga

A fuga com o veículo roubado falhou, pois o veículo continha dispositivo de segurança. A dupla roubou duas bolsas que estavam no interior do veículo, contendo R$ 500 em peças de roupa. O carro foi abandonado em uma via e eles seguiram a pé até o Cemitério Municipal.

No local, o homem condenado buscou a dupla e assegurou a fuga, “estando ciente de que os demais cometeriam o crime de roubo”, relata o documento. Segundo os autos, o homem inclusive sabia que a dupla usaria uma arma de fogo.

Homem já tinha sido preso

Na denúncia do Ministério Público de Santa Catarina (MP-SC), é relatado que o homem já havia sido preso anteriormente. Ele pediu por prisão domiciliar alegando que, por conta de uma cirurgia na coluna, o presídio não ofertava os cuidados necessários para a condição dele. No entanto, os pedidos foram negados.

Depois do TJ-SC analisar e julgar o caso, o réu teve o direito de recorrer em liberdade e foi solto. Porém, com o trânsito em julgado, houve o cumprimento da sentença. 

Um mandado de prisão também foi expedido contra a mulher que participou do crime, mas até o momento ela não foi presa. O outro homem envolvido no crime permanece preso.

Leia também:
1. “Começo de colapso”, diz senador sobre situação da BR-101 em Joinville
2. Jovem morre após se afogar em praia no Litoral Norte de SC
3. Laudo detalha morte das mulheres encontradas esquartejadas em Balneário Barra do Sul
4. Veja quais devem ser pontos de lentidão da BR-101 no feriado de Corpus Christi
5. Oswaldo Montenegro traz seu novo show para Joinville; saiba quando


Assista agora mesmo!

Região de Joinville já era habitada há 10 mil anos: conheça os quatro povos anteriores à colonização:

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo