+

Hospital de Joinville aciona plano de contingência devido a aumento de casos de dengue

Dona Helena aumentou leitos disponíveis na emergência

Hospital de Joinville aciona plano de contingência devido a aumento de casos de dengue

Dona Helena aumentou leitos disponíveis na emergência

Fred Romano | Revisão

Diante do agravamento dos casos de dengue em Joinville e região, o Hospital Dona Helena acionou seu plano de contingência, aumentando o número de leitos disponíveis na emergência. Ao mesmo tempo, reforçou o time de plantonistas, revisou protocolos internos com base em orientações do Ministério da Saúde e ampliou a área física para medicação de pacientes.

A médica Luana Ferrabone, coordenadora da emergência, informa que os protocolos de coleta foram revisados para garantir que todos os exames sejam coletados e obtenham resultado o mais rápido possível. “Estamos em constante busca de melhorias, atendendo às sugestões dos usuários conforme a realidade de cada momento. Como nos anos anteriores, manteremos um atendimento diferenciado, primando pela segurança”, comenta a médica.

“O Dona Helena sempre se antecipa às necessidades nas situações em que há maior procura por atendimento médico, como ocorre agora com a dengue. Estamos preparados para enfrentar o problema”, garante o diretor-geral José Tadeu Chechi. A avaliação do quadro é feita periodicamente pelo comitê de crise do hospital.

O diretor-geral destaca a importância da acreditação pela Joint Commission International (JCI) e do planejamento estratégico, alinhados aos protocolos internacionais, que viabilizam uma maior eficiência nas ações de contingência. “Rapidamente, tomamos todas as providências para fazer frente à situação, a exemplo do que ocorreu na pandemia de covid-19”, pontua.

Como evitar?

A médica Tamara Caetano, clínica geral do Dona Helena, explica que a dengue é uma doença viral, febril, aguda, transmitida pela picada do Aedes aegypti. A doença pode se apresentar de forma benigna ou grave — dependendo de vários fatores, incluindo infecção anterior pelo vírus e fatores individuais como a boa saúde geral ou, ao contrário, a existência de doenças crônicas como diabetes, asma ou anemia falciforme.

A melhor forma de se evitar a dengue é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor. É importante, por isso, não deixar água acumulada em nenhum lugar. A orientação vale para latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d’água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros.

Leia também:
1. Antes do fim do Catarinense, volante pede rescisão de contrato e deixa o JEC; saiba qual
2. Previsão do tempo: confira como será quinta-feira em Joinville
3. Bolsonaro é alvo de investigação da PF sobre suposta tentativa de golpe de Estado
4. Obituário de Joinville: confira falecimentos dos últimos dias
5. No apagar das luzes, JEC busca empate contra Avaí na Arena


Assista agora mesmo!

RISOTO SEM ARROZ: VOCÊ NUNCA MAIS VAI QUERER FAZER RISOTO DE OUTRO JEITO:

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo