+

Kombi do Scooby-Doo chama atenção nas ruas de Joinville; conheça história

Veículo faz sucesso e atrai sorrisos dos moradores

Kombi do Scooby-Doo chama atenção nas ruas de Joinville; conheça história

Veículo faz sucesso e atrai sorrisos dos moradores

Bernardo Gonçalves

Um veículo se destaca no meio dos milhares que circulam diariamente nas ruas de Joinville: a Kombi do Scooby-Doo.

A “máquina do mistério” faz sucesso e chama atenção de moradores e até arranca um sorriso de quem passa por ela. Essa não era a intenção principal do proprietário da Kombi, Jair Petry, de 46 anos, mas acabou virando algo natural.

Como surgiu a ideia

De acordo com Petry, que é empresário, a Kombi foi comprada em 2019 após um consórcio. O dinheiro seria para comprar uma moto, mas os planos mudaram por conta do filho Artur, que atualmente tem 11 anos. “Queria criar memórias com o meu filho no dia a dia e seria mais complicado com a moto”, explica.

Com isso, decidiu comprar a Kombi, que era da cor branca originalmente, mas foi pintada de azul. Posteriormente, teve a ideia de embelezar o veículo para andar no dia a dia nas ruas de Joinville. E daí surgiu a opção da plotagem temática do carro utilizado pela turma do desenho animado: a máquina do mistério.

Personagens principais do desenho animado Scooby-Doo também estão na plotagem realizada por Jair. Foto: Bernardo Gonçalves/O Município Joinville
Jair ao lado da kombi Máquina do Mistério, utilizada por ele para levar o filho à escola, ir e voltar do trabalho, além de realizar passeios com toda a família. Foto: Bernardo Gonçalves/O Município Joinville

“Eu tenho um filho que é design e tivemos algumas ideias. Alguns desenhos surgiram e escolhi um deles. Por uma coincidência, o tom de azul que pintei casou perfeitamente com a cor do carro que os personagens usam.”

Ele também revela que a esposa ficou ressabiada por conta da plotagem, mas que depois gostou da ideia.

“Uma nostalgia”

O dono do veículo conta que, como não é algo comum, muitas pessoas acabam estranhando quando avistam o veículo, mas que a reação da maioria é um sorriso no rosto. “É algo que reporta a infância, uma nostalgia, memórias boas. E os desenhos (como o Scooby-Doo) fazem com que isso volte.”

Jair e o filho Artur dentro da kombi durante as férias neste mês de janeiro. Foto: Jair Petry/Arquivo Pessoal

No fim do ano passado, Jair estacionou o veículo no Centro de Joinville na abertura da programação de Natal. “Tive que esperar uns 15 minutos para que as pessoas tirassem fotos”, diz em tom de felicidade.

Quem também tira um sorriso do rosto com a Kombi é o filho de Jair, que conta que gosta muito de andar na kombi. “A mãe de um amigo meu até queria comprar um igual”, diz.

O dono do veículo conta que crianças e adolescentes são os que mais ficam felizes ao ver a maquina mistério.

Mudanças

Para dar mais conforto à família, Jair realizou mudanças na parta interna da Kombi, como a troca dos bancos de passageiros por um sofá-cama. “Algumas vezes já o Artur voltou da escola dormindo ali”, conta.

Sofá-cama colocado no lugar dos bancos da kombi. Foto: Bernardo Gonçalves/O Município Joinville
Pequena geladeira também foi colocada para os passeios da família. Foto: Bernardo Gonçalves/O Município Joinville

Ele também trocou os bancos da parte da frente e colocou os bancos de um carro HB 20, instalou uma pequena geladeira, além de mudar o câmbio para a troca de marcha e o rolamento para a direção ficar um pouco mais leve.

Entretanto, as mudanças ainda não finalizaram. “ Ainda preciso terminar, mas já tenho um conforto muito bom.”

Bancos de um carro HB 20 para mais conforto nas saídas do dia a dia de Jair e da família. Foto: Bernardo Gonçalves/O Município Joinville

“O mundo precisa mais disso”

Jair conta que uma das histórias mais legais que já teve com a Kombi do Scooby-Doo foi quando um vizinho bateu na sua porta um dia.

“Ele tem filhas e teriam uma festa fantasia. Elas iriam com fantasia do Scooby-Doo e ele me pediu se eu poderia levar elas na festa com a Kombi. Eu tava doente, mas emprestei para eles irem. Me disseram que foi um sucesso só”, recorda.

Desta forma, um simples desejo de ter maiores laços e memórias com o filho, passou a fazer com que as pessoas se divertissem também. “Fico muito contente em sair com a Kombi. Ela tira risos das pessoas do nada e isso me deixa muito feliz. O mundo precisa mais disso”, finaliza.

– Assista agora:
Região de Joinville já era habitada há 10 mil anos: conheça os quatro povos anteriores à colonização

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo