Emoções e sentimentos: será que são a mesma coisa? Na verdade não. A emoção envolve as mudanças fisiológicas no corpo. Por exemplo, a felicidade traz uma empolgação fisiológica, já a tristeza traz uma diminuição do ritmo. A emoção, ainda, vai ser apresentada para o exterior. É possível que as outras pessoas vejam a emoção porque ela vai aparecer na nossa expressão facial, na postura corporal, no tom de voz.

Os sentimentos, por sua vez, são a forma como percebemos essas modificações no nosso corpo, e são voltados para o interior: a forma como entendemos e processamos a situação e a emoção envolvida. Por exemplo, quando sentimos uma tristeza quando pensamos em um ente querido que faleceu, em geral chamamos isso de saudade, que é um sentimento.

A saudade, por exemplo, é sentida sim, mas as pessoas não tem como perceber olhando pra nós quando estamos com saudade, não é mesmo? Diferente da tristeza em si, que é possível perceber no modo de agir, na feição. Por isso, dizemos que a emoção é voltada para o exterior, enquanto o sentimento é interno, é a forma que traduzimos e entendemos um contexto completo envolvendo a emoção e uma situação.

Outra diferença marcante entre as duas é a intensidade e duração: a emoção é sentida de forma intensa, mas é mais rápida, tende a ser momentânea. O sentimento é menos intenso, mas é mais duradouro e constante.

Usando o mesmo exemplo: a tristeza é algo mais pontual, já a saudade que é um sentimento, tende a ficar mais tempo presente.

Função das emoções

Outra coisa que muitas pessoas não pensam é sobre a função das emoções na nossa vida. As nossas emoções são muito importantes. Primeiramente, são mudanças no nosso organismo que nos preparam para uma ação. Nosso corpo todo se modifica quando temos alguma emoção: a nossa voz ou forma de falar, o ritmo do nosso coração, a cor da nossa pele, nossa pupila, o calor do nosso corpo, tudo é modificado.

Além desse preparo que nosso corpo faz, as emoções também servem para comunicar. Se o seu chefe está gritando, com o rosto fechado, a testa franzida, provavelmente você já identificou que ele está bravo, com raiva. E, por exemplo, isso te impede de pedir pra ele um aumento, não é mesmo? Talvez, num momento em que ele aparenta estar feliz, sorrindo, cumprimentando as pessoas, e abrindo a porta para os colegas, te indique que ele esteja com um humor melhor.

Então sim, nossas emoções não só servem para nós mesmos, para preparar o nosso corpo, mas também servem para que a gente expresse e perceba no outro o que ele está sentindo e, de certa forma, o que naquele momento é ou não apropriado para se fazer. Por exemplo, se você vê alguém que você conhece e tem uma relação mais próxima, e essa pessoa está triste, você provavelmente acolhe essa pessoa, lhe dá um abraço ou um consolo.

Nossas emoções expressam para o outro o que nós precisamos e como ele nos afeta também. Quando alguém faz uma piada de mau gosto e você expressa sua raiva, seu desgosto com aquela atitude, está passando uma mensagem também para essa pessoa: não gostei do que você disse.

Se você achava que as emoções só serviam para dificultar nossa vida, não é por aí. Elas tem uma função muito importante e a gente vai conversar um pouquinho mais sobre algumas delas. Você já tinha pensado sobre suas emoções e sentimentos?

Se puder, faça terapia.

Deixe uma resposta