+

Pai que matou a filha por herança na Serra Catarinense é condenado; saiba pena

Jovem estava prestes a completar 18 anos

Pai que matou a filha por herança na Serra Catarinense é condenado; saiba pena

Jovem estava prestes a completar 18 anos

Otávio Timm

Após 12 horas de sessão, o Tribunal do Júri da comarca de Campo Belo do Sul condenou na quinta-feira, 9, um homem a 18 anos de reclusão em regime fechado. Ele foi responsabilizado pelo assassinato de sua filha, a quem alvejou com um tiro, em crime motivado por disputa de herança.

O homicídio teve as três qualificadoras – feminicídio, motivo torpe e emprego de recurso que dificultou a defesa da vítima – reconhecidas pelos jurados.

Crime

Conforme consta na denúncia, o crime ocorreu no dia 16 de maio de 2022, no interior de Cerro Negro. Ele sabia que a garota estava sozinha em casa quando se dirigiu à residência. O homem estacionou a moto, chamou pela filha, iniciou uma breve conversa e, de surpresa, desferiu um tiro a curta distância, sem que ela tivesse chance de se defender.

O réu queria obter ganhos financeiros com a morte da filha. Isso porque herdaria a parte de uma propriedade rural que cabia à vítima, mas era utilizada como residência por ele, antes que atingisse maioridade civil. A garota completaria 18 anos em pouco mais de um mês. O processo tramita em segredo de justiça e a sentença é passível de recurso.

Este caso julgado em Campo Belo do Sul integra a lista dos pautados pelo Judiciário para o Mês Nacional do Júri. Neste período, tribunais de todo o país se mobilizam para agilizar o julgamento desses crimes dolosos contra a vida. Os homicídios qualificados pelo feminicídio, quando é cometido contra mulheres em violência doméstica ou em aversão ao gênero da vítima, são tidos como prioridade para julgamento.

Leia também:
1. Starbucks recebe ordem de despejo em shopping de Joinville
2. Fundador da Tecfilter, de Joinville, morre aos 53 anos
3. Deputado quer proibir venda e circulação de livro de Adolf Hitler em Santa Catarina
4. Com dois times de Joinville, Catarinense 2024 tem data de início definida
5. Jovens são detidos em Garuva com moto furtada em Itapoá


Assista agora mesmo!

Sargento Junkes leva o pai e o irmão para o bar da Zenaide para contar histórias de família:

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo